Vídeo de campanha circula como se mostrasse comemoração pela vitória da direita na França

Compartilhe

Um vídeo de um evento de campanha do Reunião Nacional, partido de extrema-direita francês, tem sido compartilhado fora de contexto como se mostrasse uma uma comemoração após a vitória no primeiro turno das eleições no país, no último domingo (30). Na realidade, a gravação foi feita em 2 de junho, antes do resultado do pleito.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam ao menos 15 mil curtidas e 2.000 compartilhamentos no Facebook e Instagram até a tarde desta terça-feira (2).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

VITÓRIA NA FRANÇA! DIREITA VENCE AS ELEIÇÕES. Macron não adiantou dissolver o parlamento

Posts utilizam a gravação de um evento de campanha como se fosse uma uma comemoração do resultado eleitoral na França.

A gravação de um evento de campanha do partido de extrema-direita francês Reunião Nacional circula nas redes sociais como se mostrasse uma comemoração pelo resultado do primeiro turno das eleições no país. O pleito ocorreu no domingo (30) e registrou uma vitória da legenda liderada por Marine Le Pen.

O mesmo vídeo utilizado pelas publicações enganosas foi publicado por um perfil no TikTok no dia 2 de junho afirmando se tratar de uma cerimônia realizada pelo Reunião Nacional no Dôme, uma casa de shows na capital francesa.

O perfil oficial do partido no Instagram publicou o anúncio do evento, que contou com a participação de Marine Le Pen e Jordan Bartella, atual presidente do Reunião Nacional desde 2022. Além disso, Aos Fatos encontrou a transmissão oficial do ato, na qual é possível ver os momentos em que a multidão entoa o hino do país tal qual no vídeo utilizado pelas peças enganosas.



O resultado das eleições francesas tem fomentado informações falsas nas redes. Nesta semana, Aos Fatos também desmentiu publicações que diziam que um incêndio na comuna de Bobigny teria sido causado por manifestantes de esquerda, o que foi negado pela prefeitura local.

O pleito marcou a derrota do atual presidente Emmanuel Macron, que viu seu bloco centrista amargar o terceiro lugar com 20% dos votos. O segundo turno está marcado para o próximo domingo, dia 7 de julho.

Esta peça de desinformação também foi checada pela Reuters.

Referências

  1. Aos Fatos
  2. g1
  3. Reuters

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores