Vídeo que exibe manifestação no Haiti em 2019 é atribuído em posts a protestos em Cuba

Por Marco Faustino

16 de julho de 2021, 16h29

Um vídeo que mostra uma manifestação no Haiti em 2019 circula em posts nas redes sociais (veja aqui) atribuído aos protestos em Cuba no domingo (11). As imagens registram um ato pela renúncia do então presidente Jovenel Moïse que reuniu milhares de pessoas em Porto Príncipe, capital do país.

Postagens com o contexto enganoso do vídeo reuniam ao menos 3.500 compartilhamentos no Facebook até a tarde desta sexta-feira (16) e foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma ‌(‌saiba‌ ‌como‌ ‌funciona‌). Pedidos de checagem deste conteúdo também foram enviados ao Aos Fatos pelo WhatsApp (Fale com a Fátima).


Não foi gravado nos recentes protestos contra o governo em Cuba um vídeo que mostra milhares de pessoas usando roupas brancas e entoando cânticos, como alegam postagens publicadas nas redes sociais. As imagens são de uma manifestação em Porto Príncipe, capital do Haiti, em 13 de outubro de 2019. O ato reivindicava a renúncia do então presidente Jovenel Moïse.

O vídeo foi exibido originalmente em uma reportagem do END Noticias, noticiário do jornal El Nuevo Diario, da República Dominicana, em 14 de outubro de 2019, como Aos Fatos verificou por meio de busca reversa. A mesma filmagem foi compartilhada na época em páginas no Facebook de movimentos missionários haitianos (aqui e aqui).

A manifestação foi convocada por artistas locais quando o país passou a enfrentar uma escassez de combustíveis, problema que se somou a outros, como desemprego, inflação alta, violência urbana e denúncias de corrupção contra o governo. Moïse não renunciou e se manteve no poder até o último dia 7, quando foi assassinado a tiros em Porto Príncipe.

Os protestos de domingo (11) em Cuba contra o governo do presidente Díaz-Canel têm provocado desinformação nas redes sociais. Aos Fatos já desmentiu que um vídeo de comemoração na Argentina pelo título da Copa América seria registro das manifestações e que uma foto antiga do ex-presidente Raúl Castro provava que ele fugiu para a Venezuela.

Referências:

1. Facebook (Fontes 1, 2 e 3)
2. France 24
3. El País
4. G1
5. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.