Vídeo não mostra apoio a Bolsonaro na saída de hospital em São Paulo

Por Marco Faustino

6 de janeiro de 2022, 15h41

Não é recente nem foi gravado na saída do presidente Jair Bolsonaro (PL) de um hospital em São Paulo um vídeo que mostra uma manifestação de apoio ao político, como afirmam postagens nas redes sociais (veja aqui). A gravação foi feita no dia do primeiro turno das eleições de 2018, na faculdade Miami Dade College, nos Estados Unidos, que serviu como local de votação de brasileiros. Bolsonaro, então deputado federal e candidato ao Planalto, não estava no local.

As publicações com o conteúdo enganoso somavam ao menos 40.000 compartilhamentos nesta quinta-feira (6) no Facebook.


Selo falso

São Paulo, porta do hospital, saída do PR Bolsonaro, vulgo "O MITO"

Um vídeo que mostra manifestantes cantando o hino nacional e entoando cânticos de apoio ao presidente Jair Bolsonaro não foi gravado em frente a um hospital em São Paulo, como dizem postagens nas redes sociais. A filmagem foi feita na faculdade Miami Dade College, nos Estados Unidos, em 7 de outubro de 2018.

Naquele dia, ocorreu o primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil, e a faculdade era um dos locais de votação no exterior. Bolsonaro, então candidato à Presidência da República, não estava no local – ele votou na escola municipal Rosa da Fonseca, no Rio de Janeiro, e não viajou para fora do país na ocasião. Bolsonaro recebeu 81,7% dos mais de 52 mil votos válidos de brasileiros residentes nos Estados Unidos no primeiro turno – sendo que em Miami, ele teve 91% dos votos.

Por meio de busca reversa por imagens, Aos Fatos localizou o mesmo vídeo, que foi publicado na época por um empresário brasileiro, no YouTube. As cenas mostradas na peça de desinformação aparecem a partir do minuto 1:49, e o empresário que as publicou disse tê-las recebido pelo WhatsApp, sem saber a sua autoria.

Na última quarta-feira (5), Bolsonaro deixou o hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após dois dias internado em razão de uma obstrução intestinal. O mandatário concedeu uma entrevista coletiva, que mobilizou jornalistas e forças de segurança na porta da unidade hospitalar. O Aos Fatos não encontrou registros de que tenham ocorrido manifestações de apoiadores do presidente semelhantes às que aconteceram em 2018.

Referências:

1. MRE
2. Câmara de deputados
3. UOL
4. Agência Brasil
5. Band Jornalismo
6. Jovem Pan News


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.