Vídeo em que menina enfrenta soldado foi gravado na Palestina, não na Ucrânia

Por Priscila Pacheco

4 de março de 2022, 18h33

Não é verdade que um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma menina ucraniana gritando “deixe meu país em paz” a um soldado russo, como afirmam peças de desinformação (veja aqui). A cena, na verdade, foi filmada na Palestina, em 2012 e mostra o protesto de Ahed Tamimi, que na época tinha 11 anos, contra a prisão do irmão adolescente.

As postagens enganosas contam com ao menos 2.213 compartilhamentos nesta sexta-feira (4) no Facebook.


Selo falso

Menina Ucraniana enfrenta sozinha um soldado Russo. "Deixe meu país em paz " entre outras palavras proferidas pela valente menina.

Vídeo gravado na Palestina divulgado como se fosse na Ucrânia

Foi gravado na Palestina em novembro de 2012, não durante a atual guerra na Ucrânia, um vídeo que mostra uma menina gritando com um soldado. As imagens originais foram publicadas no site da rádio palestina Raya FM e creditadas a Samer Nazzal, que mantém o conteúdo em seu canal no YouTube. O logotipo da rádio aparece do lado esquerdo inferior do vídeo.

Nas cenas, Ahed Tamimi, que tinha 11 anos na época, grita com soldados israelenses após a prisão do irmão adolescente. O caso ocorreu no povoado palestino de Nabi Saleh, localizado na Cisjordânia e ocupado militarmente por Israel.

Site da Raya FM com vídeo original de menina palestina
Vídeo original. Imagens estão no site da rádio Raya FM desde novembro de 2012

Nas imagens posteriores, que não aparecem nas peças de desinformação, outras crianças e adolescentes protestam contra militares israelenses. O local ainda contava com a presença de jornalistas. A revolta de Tamimi foi fotografada por Abbas Momani, da agência AFP (Agence France-Presse), e Majdi Mohammed, da AP (Associated Press). Hoje, Tamimi é ativista pela libertação da Palestina.

A postagem enganosa também foi checada pela AFP. Outras checagens feitas por Aos Fatos sobre a guerra na Ucrânia podem ser acessadas aqui.

Referências:

1. Raya FM
2. You Tube Samer Nazzal
3. Haaretz (Fontes 1 e 2)
4. Getty Images
5. AP Images
6. Le Monde
7. Le Fígaro


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.