Vídeo manipulado faz crer que Drauzio incentiva crianças a usarem drogas

Por Luiz Fernando Menezes

11 de agosto de 2022, 17h06

O médico Drauzio Varella não incentivou o uso de drogas por crianças, como afirmam publicações nas redes sociais (veja aqui). Uma fala de Varella foi editada e tirada de contexto: na fala original, ele afirma que a melhor maneira de educar os jovens a não usar drogas é não esconder que os entorpecentes geram prazer e, ao mesmo tempo, advertir dos prejuízos que eles causam à saúde.

Postagens que compartilham o vídeo enganoso somavam 1.500 compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (11) e também circulam no Kwai.


Selo não é bem assim

Vídeo edita fala de Drauzio Varella para sugerir que médico incentivou crianças a usarem maconha

Publicações nas redes sociais tiram de contexto um trecho de uma entrevista do médico Drauzio Varella ao podcast Podpah, veiculada em 12 de julho, para sugerir que ele estimula o uso de drogas por jovens e crianças. Em sua fala completa, Varella fala que, para mostrar para crianças e adolescentes o risco do uso de drogas, é preciso mostrar as consequências danosas dos entorpecentes ao organismo.

A versão que circula nas redes sociais traz o trecho em que Varella fala: “Maconha mata? Não mata. Você tem que dizer, você tem que ensinar a criança, dizendo assim: ‘droga é bom’. É bom! Se não desse prazer ninguém usava. Pra que que você ia jogar fumaça no pulmão se não tivesse prazer com ela?”. É omitido o início da fala do oncologista, em que ele defende que não se deve mentir para crianças ao tratar o tema, e a sequência, em que Varella afirma a necessidade de educar para expor os riscos do uso de entorpecentes.

Confira a transcrição abaixo:

“Eu quando vejo essas coisas e começam a falar pra criança. ‘Ah droga mata, você vai morrer’, Isso é mentira. Vocês já viram alguém fumar um baseado e cair morto? (...)

O que acontece? Você mente pra criança quando você está falando isso. ‘Ah, as drogas matam.’ Que drogas? As drogas são diferentes, completamente diferentes umas das outras. Maconha mata? Não mata. Você tem que dizer, você tem que ensinar a criança, dizendo assim: ‘Droga é bom’. É bom! Se não desse prazer, ninguém usava. Pra que que você ia jogar fumaça no pulmão se não tivesse prazer com ela? Pra que você ia cheirar um pó se não te desse prazer? Você vai cheirar pó de giz? Não vai, né? Muito bem. Agora, tem que educar. Educar significa o quê? Uma coisa: você tem 32 anos. Uma coisa é você fumar maconha aos 32 anos. Outra coisa é um menino de 12 [anos]. Porque aí isso vai interferir com a formação do sistema nervoso central dele. E isso é um problema que ele pode carregar pelo resto da vida. Então, você não pode ser permissivo desse jeito…”

Na sequência, Varella explica como o uso de maconha afeta o lobo frontal, que ainda não é totalmente desenvolvido em crianças e adolescentes. E complementa:

“Então é coisa pra adulto. E tem um outro problema. Vicia. Claro que vicia. Tudo que dá prazer vicia. Por quê? Porque o cérebro parte do princípio que se você está tendo prazer com aquilo é porque aquilo é bom pro organismo.”

Confira o vídeo na íntegra, a partir do início da fala de Varella.

Em nota enviada ao Aos Fatos, a equipe do Portal Drauzio Varella afirmou que o oncologista conversou sobre vários temas durante o podcast, inclusive o consumo de psicotrópicos, mas que "em nenhum momento, como pode perceber quem assistiu ao programa inteiro, o médico incentivou o uso de drogas".

Varella fez uma declaração semelhante no programa Papo Reto, do canal GNT, em maio deste ano: “Como é que você faz [hoje em dia]? Proíbe, bate, não sei o que. Se for preto, põe na cadeia. Você ganha o que com isso? Você não pode educar as crianças. Nós temos que ter essa liberdade de ensinar. Se você ensinar, eles acabam entendendo. Você tem que explicar pras pessoas o seguinte: droga provoca prazer e droga é bom. Não pode mentir pros adolescentes, porque você fala ‘não faça isso, você vai fumar maconha, você vai cair na sarjeta’, mostra fotografia da cracolândia… Não faça isso, porque o menino, a menina, vai ver que é mentira e vai confiar no amigo que diz que não faz mal nenhum.”

Referências:

1. Youtube (Podpah)
2. Youtube (Canal GNT)


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Esta checagem foi atualizada às 12h40 do dia 12 de agosto de 2022 para ascrescentar o posicionamento da equipe do Portal Drauzio Varella.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.