Vídeo não mostra ex-ministro da Suíça rindo de Lula e Marisa Letícia

Por Luiz Fernando Menezes

11 de fevereiro de 2022, 15h05

Não é verdade que o ex-ministro das Finanças da Suíça Hans-Rudolf Merz riu ao citar em um discurso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a ex-primeira-dama Marisa Letícia (1950-2017), como sustentam posts (veja aqui). O vídeo é de 2010 e mostra uma crise de riso do político ao ler um texto sobre normas de importação de produtos.

Publicações que trazem a gravação com uma legenda enganosa acumulavam ao menos 4.000 compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (11).


Selo falso

Ex-ministro ri ao ler sobre carnes temperadas, não sobre Lula e Marisa

Uma cena em que Hans-Rudolf Merz, ex-ministro das Finanças da Suíça, ri ao discursar circula nas redes como se o motivo fosse o ex-presidente Lula (PT) e a ex-primeira-dama Marisa Letícia (1950-2017). A legenda em português que circula em versões do vídeo nas redes sociais é falsa. Ele teve uma crise de riso ao ler um texto sobre normas para importação de carnes temperadas, em 20 de setembro de 2010.

O vídeo com o discurso completo está disponível no YouTube, e a transcrição está no site do parlamento suíço. A fala completa é:

“Com base na nota 6a do capítulo 2, a administração aduaneira publicou também as chamadas ‘explicações suíças sobre a pauta aduaneira’ (risos). De acordo com isso, certos produtos ainda são classificados no capítulo 2, aos quais foram adicionados temperos durante a produção, desde que o aspecto material de um produto neste capítulo não seja alterado, por exemplo, Bündnerfleisch [um tipo de carne processada da Suíça]. (risos) Por outro lado, estão excluídas deste capítulo as carnes em que os temperos estejam distribuídos por todas as superfícies do produto e sejam perceptíveis a olho nu. (risos)

Em nenhum momento o ex-ministro cita Lula, Marisa Letícia ou os filhos do ex-presidente. Segundo a imprensa internacional, Merz achou engraçada a linguagem burocrática empregada no texto e não conseguiu segurar o riso. O vídeo viralizou na época.

Peças de desinformação que usam o mesmo vídeo já foram checadas por Boatos.org, Estadão Verifica, a AFP Checamos e Fato ou Fake.

Referências:

1. Der Spiegel
2. Parlamento Suíço
3. The Guardian
4. Swiss Info


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.