Vídeo não mostra ex-ministro da Suíça rindo de Lula e Marisa Letícia

Compartilhe

Não é verdade que o ex-ministro das Finanças da Suíça Hans-Rudolf Merz riu ao citar em um discurso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a ex-primeira-dama Marisa Letícia (1950-2017), como sustentam posts (veja aqui). O vídeo é de 2010 e mostra uma crise de riso do político ao ler um texto sobre normas de importação de produtos.

Publicações que trazem a gravação com uma legenda enganosa acumulavam ao menos 4.000 compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (11).


Selo falso

Ex-ministro ri ao ler sobre carnes temperadas, não sobre Lula e Marisa

Uma cena em que Hans-Rudolf Merz, ex-ministro das Finanças da Suíça, ri ao discursar circula nas redes como se o motivo fosse o ex-presidente Lula (PT) e a ex-primeira-dama Marisa Letícia (1950-2017). A legenda em português que circula em versões do vídeo nas redes sociais é falsa. Ele teve uma crise de riso ao ler um texto sobre normas para importação de carnes temperadas, em 20 de setembro de 2010.

O vídeo com o discurso completo está disponível no YouTube, e a transcrição está no site do parlamento suíço. A fala completa é:

“Com base na nota 6a do capítulo 2, a administração aduaneira publicou também as chamadas ‘explicações suíças sobre a pauta aduaneira’ (risos). De acordo com isso, certos produtos ainda são classificados no capítulo 2, aos quais foram adicionados temperos durante a produção, desde que o aspecto material de um produto neste capítulo não seja alterado, por exemplo, Bündnerfleisch [um tipo de carne processada da Suíça]. (risos) Por outro lado, estão excluídas deste capítulo as carnes em que os temperos estejam distribuídos por todas as superfícies do produto e sejam perceptíveis a olho nu. (risos)

Em nenhum momento o ex-ministro cita Lula, Marisa Letícia ou os filhos do ex-presidente. Segundo a imprensa internacional, Merz achou engraçada a linguagem burocrática empregada no texto e não conseguiu segurar o riso. O vídeo viralizou na época.

Peças de desinformação que usam o mesmo vídeo já foram checadas por Boatos.org, Estadão Verifica, a AFP Checamos e Fato ou Fake.


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas