Vídeo de protesto contra Lula não é recente nem foi gravado em feira de Brasília

Por Marco Faustino

11 de agosto de 2021, 11h05

Um vídeo que mostra um protesto contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não é recente nem foi gravado em uma visita do petista à Feira do Paraguai, em Brasília, como alegam nas redes (veja aqui). As imagens são de outubro de 2017 e foram registradas durante um ato de bolsonaristas em repúdio a um comício de Lula em Teófilo Otoni (MG).

Postagens que compartilham o vídeo somam ao menos 1.800 compartilhamentos nesta quarta-feira (11) no Facebook e foram marcadas com o selo FALSO por Aos Fatos na ferramenta de verificação (saiba como funciona).


Lula teve a ousadia de passear na famosa feira dos importados mais popularmente chamada de feira do Paraguai, em Brasília... Vejam a receptividade dos que lá se encontravam!!!

Um vídeo de um protesto contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante um comício em Teófilo Otoni (MG), em 24 de outubro de 2017, vem sendo compartilhado como se fosse uma recepção do público ao petista na Feira do Paraguai, em Brasília (DF), o que não é verdade.

Embora não tenha localizado o vídeo original, Aos Fatos encontrou um registro de outro ângulo publicado na conta do jornal mineiro Hoje em Dia, no YouTube (veja abaixo), assim como de outros momentos da manifestação (confira aqui e aqui).

Nos vídeos, é possível verificar que as estruturas montadas para o comício são idênticas, assim como a presença de veículos estacionados próximo ao palanque. Os manifestantes vaiam o comboio do ex-presidente e entoam cânticos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão” em direção ao palanque montado na cidade mineira. À época, a manifestação em Teófilo Otoni foi atribuída a apoiadores do agora presidente Jair Bolsonaro.

A assessoria de Lula lamentou a “disseminação de mentiras e incitação de ódio” nas redes, e disse que ele não esteve na Feira do Paraguai nos últimos dez anos.

Referências:

1. YouTube (Fontes 1, 2 e 3)
2. Folha de SP

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.