Vídeo de leitos vazios não prova que UTIs foram zeradas em hospital na Paraíba

Por Luiz Fernando Menezes

29 de abril de 2021, 15h19

Um vídeo em que enfermeiras cantam hinos religiosos enquanto mostram uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) vazia em hospital de João Pessoa (PB) circula sem o devido contexto em postagens (veja aqui) que insinuam que a mídia infla dados de internação por Covid-19. Na realidade, a ala mostrada na gravação foi esvaziada apenas temporariamente e, enquanto isso, outros 77 pacientes seguiam internados em UTIs no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, segundo a Unimed, que administra a unidade de saúde.

O conteúdo DISTORCIDO, disseminado no Brasil e em outros países, reunia ao menos 800 mil compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (29) e foi sinalizado como desinformação na ferramenta de verificação da plataforma (veja como funciona).


Postagens que trazem um vídeo de enfermeiras cantando hinos religiosos e exibindo leitos vazios em um hospital tem gerado interpretações enganosas ao insinuar que a mídia estaria inflando os números de internações por Covid-19. A gravação foi registrada no hospital Alberto Urquiza Wanderley, em João Pessoa (PB), mas a ala mostrada foi esvaziada apenas temporariamente e a unidade mantinha dezenas pacientes internados em UTIs.

Conforme pode ser verificado na tela do computador mostrado nas imagens, a equipe estava em um hospital da Unimed. Em nota, a rede explicou que o vídeo foi gravado entre os dias 30 e 31 de março de 2021 e mostra a equipe comemorando a redução nos atendimentos que resultou no esvaziamento da ala: “o uso do vídeo em qualquer outro contexto que procure distorcer o fato em si é tendencioso e não verdadeiro”.

Ainda segundo a assessoria da rede, no dia 30 de março o hospital possuía 148 internações por Covid-19, sendo 77 delas em leitos de UTI. No dia seguinte, o número de internados subiu para 151, 75 em leitos de terapia intensiva. Até a manhã de quarta-feira (28), eram 65 internações, sendo 35 delas em UTIs.

Em 31 de março, a capital paraibana registrou 313 pessoas internadas por Covid-19. Destas, 185 estavam em UTI. A última atualização demonstra uma melhora nos números: em 28 de abril, 181 internados, sendo 90 em UTIs. João Pessoa registrou ao todo, até o momento, 78.512 casos confirmados de Covid-19 e 2.012 óbitos.

Circulação. O vídeo também foi compartilhado em redes estrangeiras acompanhado de legenda que sugeria que as enfermeiras seriam “honestas” e estariam mostrando ao mundo a fraude da pandemia de Covid-19 no país. No Brasil, apesar de não ser acompanhado dessas alegações, o vídeo tem sido compartilhado sem o seu devido contexto, o que gerou confusão em usuários do Facebook (veja abaixo). Enquanto alguns interpretaram que o registro seria de um hospital que teria esvaziado seus leitos de UTI, outros afirmaram que as imagens seriam uma prova de que a mídia estaria exagerando a gravidade da pandemia.

A AFP Checamos, o Estadão Verifica e a Agência Lupa também publicaram checagens sobre o assunto.

Referências:

1. Prefeitura de João Pessoa


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.