🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Julho de 2023. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

Vídeo de caminhões em Brasília não tem relação com decisão do TSE que tornou Bolsonaro inelegível

Por Marco Faustino

3 de julho de 2023, 16h33

Um vídeo que mostra caminhões chegando a Brasília é de 2022 e não tem relação com a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que foi decidida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em junho deste ano, como fazem crer publicações nas redes sociais. As imagens são de novembro do ano passado e mostram a chegada de caminhoneiros a atos antidemocráticos contra o resultado eleitoral. Não houve manifestação similar após o ex-mandatário se tornar inelegível.

Publicações com o contexto enganoso acumulavam 1 milhão de visualizações no TikTok e 3.000 compartilhamentos no Facebook nesta segunda-feira (3). As peças enganosas também circulam na plataforma de vídeos Kwai, na qual somam milhares de visualizações.


Selo falso

Bolsonaro inelegível? A coisa começou, Patriotas [caminhões chegando em Brasília]

Vídeo de novembro de 2022 que mostra uma fila de caminhões, alguns com bandeiras do Brasil, circula nas redes com a legenda: “Bolsonaro inelegível? A coisa começou, irmãos patriotas”, para dar a entender de maneira falsa que as imagens seriam recentes e mostrariam uma mobilização em protesto contra a inelegibilidade do ex-presidente

Um vídeo de novembro de 2022 que mostra caminhoneiros chegando a Brasília para participar de atos antidemocráticos circula nas redes fora de contexto, como se fosse recente, para dar a entender de maneira falsa que as imagens seriam de uma mobilização em protesto contra a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Embora não tenha encontrado o registro original, o Aos Fatos verificou que a mesma fila de veículos aparece em vídeos difundidos pela imprensa em novembro de 2022. Na ocasião, caminhões foram enviados a Brasília para apoiar atos antidemocráticos que questionavam a lisura e o resultado da eleição presidencial, com vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Por meio de pesquisa em mecanismos de buscas e na imprensa, o Aos Fatos não encontrou quaisquer registros de protesto similar em Brasília após o TSE ter decidido pela inegibilidade de Bolsonaro, na sexta-feira (30).

Em novembro, os caminhões que aparecem no vídeo difundido pelas peças checadas ficaram estacionados ao lado do QG do Exército da capital federal. Na época, apoiadores de Bolsonaro montaram um acampamento nos arredores da instalação militar, de onde partiu uma manifestação que resultou em uma série de ataques e depredações nas sedes dos Três Poderes, em 8 de janeiro de 2023.

Referências:

1. YouTube (Fontes 1 e 2)
2. Aos Fatos

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.