🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Vídeo atribui informações falsas a reportagem do Wall Street Journal sobre o Brasil

Por Marco Faustino

11 de agosto de 2021, 18h15

Em vídeo que circula nas redes sociais (veja aqui), um homem não identificado alega que o jornal americano The Wall Street Journal citou em reportagem que houve queda inédita dos índices de criminalidade no Brasil e que o país é o maior exportador de carne do mundo. Essas informações, porém, não constam no artigo sobre a recuperação econômica brasileira em meio à pandemia publicado no veículo em junho deste ano.

O conteúdo enganoso somava ao menos 120.000 compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (11) e foi sinalizado como FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (veja como funciona).


Selo falso

Acabei de ver uma reportagem aqui que o Brasil saiu no The Wall Street Journal, um jornal muito importante e nós, brasileiros, fomos capa da revista, dizendo que o índice de criminalidade nunca caiu tanto, que hoje nós somos líderes em produção de grãos, que nós somos o maior exportador de carne do mundo, entre tantas outras coisas que esse governo federal vem desenvolvendo

Post no Facebook com vídeo que atribui informações falsas ao Wall Street Journal

Ao contrário do que alega o homem no vídeo, o The Wall Street Journal não noticiou que o índice de criminalidade no Brasil registra queda inédita e que o país é o maior exportador de carne do mundo. Essas informações não aparecem no artigo Brazil’s economy bounces back while Covid-19 still rages (A economia do Brasil se recupera enquanto a Covid-19 segue descontrolada, em português), publicado pelo jornal em 2 de junho deste ano.

A reportagem sustenta que a economia brasileira voltou ao patamar de 2019 graças a um sacrifício na saúde pública do país e destaca que houve desrespeito a medidas de distanciamento social e lockdown para reduzir o contágio pelo novo coronavírus. Afirmações como as de que o Brasil é o maior exportador de soja, café e açúcar do mundo, e que os agricultores brasileiros apresentaram uma safra recorde no primeiro trimestre de 2021, citadas no vídeo, de fato aparecem no artigo.

Uma alegação enganosa semelhante sobre a reportagem foi checada por Aos Fatos em junho.


Selo distorcido

... que nós estamos em quarto lugar de vacinação no mundo

O homem no vídeo também omite informações ao citar números da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Em números absolutos, o país ocupa a 3ª posição no ranking da plataforma Our World in Data por ter vacinado 113 milhões de pessoas com a primeira dose ou dose única até 10 de agosto. O Brasil ocupava o 4° lugar na época em que a gravação foi ao ar, em junho.

Ao considerar a porcentagem de vacinados dentre o total da população, entretanto, o Brasil cai para a 69ª posição, com 53,2% dos habitantes tendo recebido ao menos uma dose. Em junho, o país estava em 80° lugar, com 23% da população vacinada com ao menos uma dose.

Referências:

1. The Wall Street Journal
2. G1
3. Agência Brasil
4. Aos Fatos (Fontes 1, 2 e 3)
5. Our World in Data


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.