🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Julho de 2023. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

Vídeo antigo que mostra tensão entre PMs e Exército em Brasília circula como atual

Por Marco Faustino

11 de julho de 2023, 15h50

Um vídeo que mostra militares do Exército impedindo a passagem de policiais militares em Brasília não é atual, como fazem crer publicações nas redes. Na realidade, a gravação foi feita em 8 de janeiro de 2023, quando a Polícia Militar do Distrito Federal foi impedida de entrar no Quartel-General do Exército para prender manifestantes que participaram dos atos de vandalismo ocorridos naquela data nas sedes dos Três Poderes.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 2.500 compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (11) e circulam também no Instagram e no Kwai.


Selo falso

Imagem mostra barreira de militares do Exército impedindo o avanço de policiais militares contra acampamento que abrigava vândalos que depredaram as sedes do Três Poderes em Brasília no dia 8 de janeiro de 2023

Não é atual um vídeo que mostra uma barreira feita por militares do Exército, que aparecem impedindo a passagem de agentes da PM-DF, em Brasília. A filmagem foi feita na noite de 8 de janeiro de 2023, quando a polícia militar foi impedida de entrar no Quartel-General do Exército, na capital federal, para prender manifestantes que participaram dos atos de vandalismo ocorridos naquela data nas sedes dos Três Poderes.

A identificação temporal do vídeo foi possível por meio de uma marca d’água que aparece na gravação difundida pelas peças checadas, que se refere a um canal (@professorraimundo.live 20hs) da plataforma de vídeos curtos Kwai, onde a filmagem foi publicada em 8 de janeiro. A mesma barreira do Exército também aparece, mas em ângulo diferente, em outro vídeo gravado naquela noite, e que foi difundido pelo Metrópoles.

Print mostra que vídeo difundido como atual pelas peças checadas foi publicado em 8 de janeiro por um usuário no Kwai.
8 de janeiro. Vídeo difundido como atual pelas peças checadas possui uma marca d'água de um canal no Kwai, que publicou o mesmo vídeo em 8 de janeiro de 2023

Em 9 de janeiro, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes determinou que todos os acampamentos golpistas instalados nas imediações do QG de Brasília e de outras unidades militares fossem desocupados. O magistrado ordenou que o desmantelamento deveria ser feito pela PM-DF com o apoio da Força Nacional e da Polícia Federal. Cerca de 1.500 pessoas que estavam instaladas no local foram detidas ou presas em razão dos ataques no dia anterior.

Referências:

1. Metrópoles (Fontes 1 e 2)
2. Aos Fatos
3. Kwai
4. Twitter (@Metrópoles)
5. CNN Brasil

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.