Vídeo antigo volta às redes como se fosse de ato bolsonarista recente na avenida Paulista

Compartilhe

Um vídeo de 2021 que mostra milhares de manifestantes na avenida Paulista viralizou com a informação falsa de que as imagens seriam recentes. Na verdade, o vídeo mostra o ato de 7 de Setembro de 2021, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) discursou e fez ataques contra o Judiciário.

Publicações com o vídeo descontextualizado acumulam mais de 22 mil compartilhamentos no Facebook e 170 mil visualizações no Kwai nesta segunda-feira (12).


Selo falso

Nós somos o povo. Juntos somos mais fortes. 10/12 mega manifestação.

Vídeo de 2021 circula como se mostrasse ato bolsonarista na avenida Paulista em 10 de dezembro de 2022

Um vídeo gravado no 7 de Setembro de 2021 que mostra a avenida Paulista com milhares de manifestantes está sendo compartilhado nas redes como se mostrasse um ato de apoio a Bolsonaro realizado no sábado (10). A postagem original foi publicada no Twitter, no ano passado, pelo assessor da Presidência da República Filipe Martins.

Na ocasião, o presidente discursou para os cerca de 125 mil apoiadores que compareceram ao ato e fez ataques diretos ao ministro Alexandre de Moraes. A gravação já foi utilizada em peças de desinformação para inflar atos bolsonaristas no Dia do Trabalho e no Dia da Independência.

A imagem voltou a circular fora de contexto dias antes da diplomação do presidente e vice eleitos, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB), que ocorreu nesta segunda (12), no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Aos Fatos não encontrou registros de qualquer manifestação bolsonarista na avenida Paulista no último sábado (10).

Referências

  1. Twitter @filgmartin
  2. UOL
  3. G1
  4. Aos Fatos (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas