🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Junho de 2023. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

Vaias em evento de vacinação foram à governadora do DF, não à ministra da Saúde

Por Milena Mangabeira

20 de junho de 2023, 16h20

Não é verdade que a ministra da Saúde, Nísia Trindade, tenha sido vaiada em evento de lançamento da campanha de vacinação, como afirmam publicações que circulam nas redes. Vídeo editado omite que as vaias aconteceram após a ministra mencionar a presença da governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão (PP).

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 44 mil visualizações no TikTok e centenas de compartilhamentos no Facebook até o início da tarde desta terça-feira (20). O conteúdo também circula no Telegram e WhatsApp, plataformas em que não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Ministra da Saúde do desgoverno Lula, Nísia Trindade, é vaiada durante campanha de vacinação.

Imagem da ministra da Saúde, Nísia Trindade, com legenda que diz que ela foi vaiada em evento da campanha de vacinação. As vaias, na verdade, foram à governadora em exercício e para a secretária de Saúde do Distrito Federal.

Não é verdade que a ministra da Saúde, Nísia Trindade, foi vaiada durante evento de vacinação, como fazem crer publicações que circulam nas redes sociais. O vídeo foi tirado de contexto para dar a entender que as vaias foram para a ministra quando, na verdade, as manifestações aconteceram enquanto Trindade anunciava a presença da governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão (PP), no evento de lançamento do Movimento Nacional pela Vacinação, que aconteceu no dia 27 de fevereiro.

Antes das vaias, a ministra havia mencionado a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), da primeira-dama Janja da Silva, do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) e do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Márcio Macedo (PT), que foram recebidos sob aplausos.

Durante o anúncio da presença da governadora em exercício Celina Leão, que apoiou Jair Bolsonaro (PL) em sua tentativa de reeleição em 2022, é possível escutar diversas vaias, que cessam após a ministra dar continuidade ao seu discurso no evento. Na peça enganosa, o áudio também é sobreposto para dar a entender que as vaias ocuparam toda a fala da ministra, diferentemente do que é possível observar no vídeo original.

Essa não é a primeira peça desinformativa envolvendo o evento de lançamento do Movimento Nacional pela Vacinação. No início do ano, Aos Fatos checou uma peça que alegava que a seringa usada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin para vacinar o presidente Lula estava vazia, o que é falso. Outra publicação afirmava que uma das enfermeiras presentes no evento denunciava que Lula não havia sido vacinado, o que também é falso.

Referências:

1. Ministério da Saúde
2. YouTube
3. G1
4. Aos Fatos (1, 2)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.