Uniforme estilizado da Petrobras foi criado para ação de marketing e não será usado por funcionários

Compartilhe

Não é verdade que a Petrobras realizou um concurso com estilistas para criar uniformes estampados que passarão a ser usados pelos trabalhadores, como afirma um vídeo viral que circula nas redes. As novas peças foram criadas a pedido de uma empresa publicitária em comemoração aos 70 anos da estatal e serão usadas apenas para divulgação em redes sociais.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam mais de 62 mil visualizações no YouTube e milhares de visualizações no TikTok até a tarde desta terça-feira (19).


Selo falso

PETROBRAS faz CONCURSO de ESTILISTAS para MUDAR UNIFORMES OPERACIONAIS da EMPRESA e MATAR EMPREGADOS

Em vídeo, homem mostra jaquetas criadas para campanha publicitária da Petrobras e mente ao alegar que uniformes serão usados por funcionários

Em vídeo que circula nas redes, um homem engana ao afirmar que a Petrobras decidiu alterar os uniformes de seus funcionários, adicionando uma estampa com padrões étnicos que não respeita normas de segurança e pode colocar os trabalhadores em risco. As vestimentas mostradas pela peça de desinformação fazem parte de uma campanha publicitária em comemoração aos 70 anos da estatal e serão usadas apenas para divulgação em redes sociais.

Em texto que anuncia a campanha, a Petrobras afirma ter se aliado a cinco estilistas para recriar o uniforme tradicional da empresa com estampas que celebram a “diversidade regional e cultural do país”. A estatal ressalta, no entanto, que as peças fazem parte de uma estratégia de comunicação e não serão usadas por trabalhadores em atividades operacionais. “Nas unidades, os profissionais continuam vestindo o uniforme tradicional, que atende a todos os requisitos de segurança”.

Também não é verdade que a Petrobras realizou um concurso para selecionar os estilistas — não há editais abertos no momento e processos seletivos passados não mencionam a contratação de profissionais para a produção de peças de vestuário. A campanha publicitária foi realizada pela agência Ogilvy, que venceu licitação em agosto de 2022 para prestar serviços de publicidade para a Petrobras até janeiro de 2025 por R$ 187 milhões.


Esta reportagem foi atualizada às 15h40 do dia 20 de dezembro de 2023 para corrigir uma informação. De acordo com o Portal da Transparência da estatal, o contrato da Ogilvy com a Petrobras tem valor de R$ 187 milhões, e não R$ 187 mil, como afirmado anteriormente.

Referências

  1. Petrobras (1, 2 e 3)
  2. Instagram

Compartilhe

Leia também

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’