Thalita Rebouças vai processar Jornal da Cidade Online por uso indevido de imagem

Por Bernardo Moura

11 de abril de 2020, 17h22


A escritora Thalita Rebouças vai entrar com uma ação na Justiça contra o Jornal da Cidade Online por uso indevido de imagem. Como Aos Fatos revelou com exclusividade em julho do ano passado, uma foto dela modificada digitalmente era apresentada pelo site bolsonarista como se fosse de Amanda Acosta, uma jornalista cuja existência nunca foi comprovada. Após a publicação da reportagem, esse perfil e outro, atribuído a Otto Dantas, foram excluídos da página. As duas identidades falsas eram usadas pelo Jornal da Cidade Online para assinar textos com ataques e desinformação contra políticos e magistrados.

Indícios reunidos por Aos Fatos indicaram que Amanda Acosta e Otto Dantas (cuja foto foi extraída do banco Shutterstock) nunca existiram de fato. Para além das imagens falsas nos perfis, os dois não constavam em redes sociais, listas telefônicas nem assinam textos em outras publicações. O editor do Jornal da Cidade Online, José Tolentino, e sua advogada, Camila Rosa, disseram não conhecer Acosta e Dantas pessoalmente e se recusaram a fornecer meios de contato. Os dois jornalistas também não foram encontrados pela Justiça para receber notificações de processos em que constavam como réus.

Uma dessas ações foi movida em maio de 2017 pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, após a publicação de artigos no Jornal da Cidade Online que citavam ele e a esposa, a advogada Guiomar Mendes, em acusações a respeito de habeas corpus concedidos pelo magistrado. O processo nunca passou da fase inicial pela impossibilidade da Justiça de notificar Acosta e Dantas.

Ao ser questionado por Aos Fatos na época, Tolentino disse desconhecer que fosse falsa a foto da repórter (abaixo, à direita), ainda que isso seja óbvio em uma comparação com a original (à esquerda).



Além da estampa da blusa ser idêntica, outros detalhes podem ser notados: o ponto de repartição do cabelo de ambas é o mesmo (seta azul); os focos de luz no nariz e nas maçãs do rosto são semelhantes e as duas linhas de expressão formadas pelo sorriso logo abaixo da boca de Thalita Rebouças também estão presentes na foto de Acosta (seta vermelha).

No cabelo, a luz que incide de forma mais intensa sobre os fios da escritora ao lado direito também está refletida no cabelo de Acosta (seta verde). Fios desordenados sobre o colo de Rebouças também estão iguais na foto da jornalista do Jornal da Cidade Online (setas preta e roxa).

Assim como a imagem de Otto Dantas, a foto atribuída a Amanda Acosta também apresenta alterações feitas com auxílio de software de edição: a cor dos cabelos foi escurecida, a pele teve o tom alterado, o rosto foi alargado e os olhos aumentados.

Apesar de o caso ter sido revelado em julho do ano passado por Aos Fatos, a escritora Thalita Rebouças disse nesta quinta-feira (9), no Instagram, só ter tomado conhecimento agora do uso indevido pelo Jornal da Cidade Online. Na postagem, ela escreveu que tomaria "medidas judiciais cabíveis na esfera civil e criminal contra essa utilização mal-intencionada da minha imagem" e que o site "tem uma linha editorial com a qual eu absolutamente não compactuo e que repudio".