Texto ‘Aprenda a nunca mais ser idiota’ não foi escrito por padre Fábio de Melo

Por Luiz Fernando Menezes

8 de novembro de 2021, 18h08

Não é de autoria do padre Fábio de Melo a mensagem sobre a brevidade da vida que tem circulado nas redes intitulada “Aprenda a nunca mais ser idiota” (veja aqui). O texto foi originalmente escrito pelo jornalista Bruno Garcia em seu Facebook em abril de 2019. A mensagem voltou a circular nos últimos dias atribuída ao padre, junto de uma foto da cantora Marília Mendonça, morta em um acidente de avião na última sexta-feira (5).

Ao todo, as publicações acumulavam mais de 700 mil compartilhamentos na tarde desta segunda-feira (8).


Selo falso

OLHA O QUE O PADRE FÁBIO DE MELO ESCREVEU. Aprenda a nunca mais ser idiota… A vida não pode ser só trabalhar e pagar conta. Seu casamento não pode ser somente cobranças e sexo. Seu relacionamento com seus filhos não pode ser só perguntar como foi a escola (...) um Dia a hora chega e quem viver, viveu.

Publicações nas redes sociais atribuem um texto intitulado “Aprenda a nunca mais ser idiota” ao padre Fábio de Melo. A mensagem, no entanto, foi escrita pelo jornalista Bruno Garcia, em abril de 2019, e publicada em seu perfil no Facebook. Contatado por Aos Fatos, Garcia confirmou a autoria do texto.

Aos Fatos pesquisou nas redes sociais do padre Fábio de Melo (Facebook antigo, Facebook atual, Twitter e Instagram) e não encontrou nenhum registro de mensagem semelhante. Também não há manifestações parecidas do padre na imprensa.

A publicação original é de 29 de abril de 2019. Segundo Garcia, a ideia do texto surgiu após as mortes da modelo Caroline Bittencourt e do jornalista Ricardo Boechat, ocorridas naquele ano.

Dias depois, o conteúdo foi publicado na página de fãs do padre no Facebook com a autoria atribuída a Garcia. Mesmo assim, passou a circular nas redes sociais como se fosse uma mensagem do religioso.

Marília Mendonça morreu em um acidente aéreo na última sexta-feira (5). O padre Fábio de Melo homenageou a cantora em diferentes momentos: escreveu, por exemplo, sobre a tristeza causada pela morte e participou do tributo a ela realizado pelo programa Domingão com Huck, da TV Globo, no último domingo (7).

Aos Fatos tentou contato com o padre Fábio de Melo, mas não obteve retorno até a publicação desta checagem.

Não é a primeira vez que Aos Fatos desmente uma mensagem erroneamente atribuída a Fábio de Melo. Em 2018, por exemplo, circulavam alegações falsas de que ele teria publicado uma mensagem de apoio ao então candidato à Presidência Jair Bolsonaro e que teria feito um texto dizendo que “armas não matam, o que mata é a ausência de amor”.

Referências:

1. Facebook Bruno Garcia
2. Facebook padre Fábio de Melo (Fontes 1 e 2)
3. Twitter padre Fábio de Melo (Fontes 1 e 2)
4. Instagram padre Fábio de Melo
5. Página de fãs do padre Fábio de Melo
6. GShow
7. G1 (Fontes 1, 2 e 3)
8. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos do Facebook. Veja aqui como funciona a parceria.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.