Sigla CPX, que aparece em boné de Lula, não tem relação com facção criminosa

Compartilhe

A sigla CPX, que aparece em um boné usado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante ato de campanha no Rio de Janeiro, não tem relação com o crime organizado, como sugerem postagens. Trata-se de uma abreviação da palavra complexo, usada neste caso para se referir ao bairro do Complexo do Alemão — que engloba 15 favelas — e é adotada pelo governo do estado do Rio de Janeiro e pela Polícia Militar. Lula usou o boné em ato no conjunto de comunidades da zona norte carioca na quarta-feira (12).

Publicações com o conteúdo enganoso foram publicadas logo após o comício realizado na terça à noite, e acumulam mais de 5.000 compartilhamentos no Facebook, 12 mil no Twitter e também viralizaram no Telegram e no WhatsApp (Fale com a Fátima).


Selo falso

O PT não é um partido, é uma facção

Após o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, aparecer com um boné com a sigla CPX em um ato de campanha no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, na quarta-feira (12), publicações nas redes passaram a fazer uma relação falsa entre sigla e o crime organizado. As letras são uma abreviatura de complexo, em referência ao nome do bairro, que engloba 15 favelas, e de outros como o Complexo da Maré e o Complexo da Penha.

Embora já tenha aparecido em fuzis apreendidos pela polícia e também em apelidos de criminosos, a abreviação CPX não tem relação com o crime organizado e é usada, inclusive, por órgãos oficiais. Ela está presente, por exemplo, na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2023 do governo do Rio de Janeiro e em publicações da Polícia Militar do estado. A sigla também é usada por moradores nas redes sociais e em músicas que citam as comunidades.

O momento em que Lula ganha o boné de presente foi transmitido ao vivo no canal do petista no YouTube, e o vídeo ainda está disponível (assista aqui). Durante um encontro com lideranças do Alemão, uma representante da organização Mulheres em Ação, que promove ações de “acolhimento e proteção de famílias vulneráveis”, dá o boné a Lula, que o veste em seguida. As fotos usadas nas peças desinformativas foram registradas durante a carreata do candidato pelo bairro, após o evento.

Leia mais
Investigamos Como o bolsonarismo associou Lula ao PCC na véspera da eleição

Em nota, a assessoria de Lula afirmou que as publicações são falsas e ofensivas aos moradores das comunidades. Essa desinformação também foi desmentida pelo Fato ou Fake e pelo UOL.


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores