🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Programa de Fátima Bernardes não debateu se morte de Lázaro foi excesso da polícia

Por Luiz Fernando Menezes

28 de junho de 2021, 19h13

Não é verdade que o programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, debateu nesta segunda-feira (28) se a morte de Lázaro Barbosa teria sido um excesso da polícia. A imagem que circula em postagens nas redes sociais (veja aqui) é da edição de 4 de janeiro deste ano e foi manipulada digitalmente para incluir na tarja que aparece na tela a frase “Violência policial: houve excesso da polícia na execução de Lázaro?”.

A montagem reunia ao menos 2.000 compartilhamentos nesta segunda-feira (28) no Facebook e foi marcada com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona). Postagens semelhantes também viralizaram no Twitter.


Houve excesso da polícia na execução de Lázaro?

É falso que o programa Encontro com Fátima Bernardes discutiu nesta segunda-feira (28) se a morte de Lázaro Barbosa teria sido um excesso da polícia. A imagem que circula nas postagens é uma montagem feita sobre trecho da atração de 4 de janeiro deste ano para incluir a frase “Violência policial: houve excesso da polícia na execução de Lázaro?”.

A peça de desinformação usa um trecho da edição do programa que foi ao ar no dia 4 de janeiro deste ano. Naquele momento, a tela mostrava o texto: “De volta: Fátima retorna ao Encontro após cirurgia”. A apresentadora havia sido afastada para se recuperar de uma operação para a retirada de um câncer no útero realizada em dezembro de 2020.

Ao comparar a foto divulgada pelas peças de desinformação com a íntegra da edição do Encontro desta segunda-feira, pode-se constatar que a apresentadora usa roupas e penteado completamente diferentes (veja abaixo). Além disso, a tarja exibida pela atração dizia “Morre Lázaro Barbosa: caçada terminou em confronto e morte após 20 dias”.

A própria apresentadora desmentiu a peça de desinformação em publicação no Twitter nesta segunda-feira. Em resposta ao deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ), que compartilhou a montagem, Bernardes disse: “Que feio um deputado perder tempo com fake news”.

Referências:

1. G1 (Fontes 1 e 2)
2. Globo Play (Fontes 1 e 2)
3. Twitter Fátima Bernardes

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.