Perfil no TikTok tira proveito da tragédia no RS e viraliza com dublagens falsas de celebridades

Por Luiz Fernando Menezes

27 de maio de 2024, 10h33

Usuários crônicos da internet brasileira têm se deparado, nas últimas semanas, com personalidades internacionais comentando a tragédia no Rio Grande do Sul: Vin Diesel mandando força aos gaúchos, Elon Musk criticando as autoridades estaduais e até o ator Will Smith alertando os brasileiros a não comprar o arroz importado pelo governo Lula.

É tudo mentira. E mentiras com a mesma origem: um perfil no TikTok que usa inteligência artificial para forjar dublagens.

O último exemplo citado mostra o ator da série “Um Maluco no Pedaço” dizendo que “dentro de cada grão desse arroz barato [do Lula] esconde-se a maior lombriga já vista modificada geneticamente para crescer exponencialmente dentro da barriga das pessoas”. Trata-se de uma edição clara.

Vídeo de Will Smith circula com legenda ‘Will Smith faz alerta para os brasileiros sobre o ARROZ do Lula’
Arroz importado. Vídeo que não está mais disponível no canal acumula dezenas de milhares de visualizações no Instagram (Reprodução)

A dublagem enganosa foi inserida em cima de uma entrevista de Smith à CNN em agosto de 2020, quando ele contou que já foi agredido pela polícia por ser negro. Além disso, a mensagem editada é mentirosa porque o governo Lula, embora tenha autorizado a importação de arroz, ainda não realizou a compra — e, se realmente importar, o produto deverá seguir regras que garantam sua qualidade.

O vídeo desinformativo foi publicado pelo perfil @rodrigomatheusdublagem — originalmente conhecido como @sondbraza — no TikTok, que adota a mesma estratégia para viralizar: falsifica dublagens de personalidades internacionais sobre o cenário brasileiro. O perfil acumula 4 milhões de curtidas, e os vídeos sempre ultrapassam as dezenas de milhares de visualizações — isso sem contar republicações em outros lugares.

Três exemplos de dublagens — um com Vin Diesel, outro com Will Smith e outro com Elon Musk que, juntos, acumulam 3 milhões de visualizações
Viralização. Exemplos de vídeos do canal que forjaram comentários de personalidades internacionais sobre o Brasil para viralizar (Reprodução/TikTok)

A politização do conteúdo, no entanto, é uma tática mais recente. O primeiro vídeo do perfil disponível no TikTok foi publicado em 5 de abril e mostra uma dublagem falsa na qual o ator Tyler James — protagonista da série “Todo Mundo Odeia o Chris” — supostamente critica os fãs brasileiros.

Naquela época, o ator Vincent Martella, que contracenou com James na série, havia viralizado nas redes ao publicar uma foto vestindo a camiseta com os dizeres “Eu sou famoso no Brasil”. Essa imagem foi usada pelos fãs para questionar James, que bloqueou os comentários de brasileiros em seu perfil no Instagram depois de receber milhares de mensagens em português.

O perfil continuou alimentando a polêmica em relação a James até meados daquele mês, quando publicou o primeiro vídeo com uma dublagem falsa na qual Musk teria dito que iria oferecer internet grátis para todos os brasileiros. A montagem viralizou em meio à discussão sobre os Twitter Files Brasil e acumulou 1,4 milhão de visualizações apenas no TikTok.

Vídeo de Elon Musk com legenda ‘Elon Musk diz prover internet, casa e carro inteligente para todos os brasileiros’
Internet grátis. Dublagem falsa circulou nas redes em meio ao embate entre o ministro Alexandre de Moraes e o bilionário Elon Musk (Reprodução/TikTok)

A partir de então, ficaram mais rotineiros os vídeos com dublagens relacionadas ao noticiário brasileiro, como o show da Madonna e as enchentes no Rio Grande do Sul. Seu último vídeo ligado ao Brasil, por exemplo, mostra o ator Jackie Chan dizendo que “se fosse brasileiro, nunca votaria no Lula”.

Apesar de se autointitular um “canal de ficção, criação e entretenimento”, o perfil deixa essa descrição em inglês. Não há nenhuma indicação semelhante nos vídeos, que têm circulado nas redes e enganado usuários.

Perfil se diz ‘Official Dubbing Channel. Fiction, creation for entertainment purposes’
'Entretenimento.' Apesar de o perfil se classificar como sendo de ficção, vídeos não trazem nenhuma indicação de que são piadas (Reprodução/TikTok)

Outro lado. Entramos em contato com o perfil @rodrigomatheusdublagem, que publica os vídeos, na última quinta-feira (23), para que o responsável pudesse comentar a reportagem, mas não houve resposta.

Aos Fatos também enviou o conteúdo para o TikTok, que não respondeu.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.