🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Nestlé não doou caixas de leite condensado para as Forças Armadas

Por Priscila Pacheco

1 de fevereiro de 2021, 15h23

Não é verdade que a Nestlé tenha doado oito mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas, conforme propagandeiam publicações que têm circulado nas redes sociais (veja aqui). Em nota, a multinacional desmentiu a existência da doação.

As postagens enganosas contavam com ao menos 49.006 compartilhamentos no Facebook nesta segunda-feira (1) e foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (saiba como funciona).


A empresa Nestlé anunciou hoje através de seu departamento de relações institucionais e de relações públicas que, devido a grande repercussão de sua marca registrada leite condensado “MOÇA”, fará a doação de 8 mil caixas do produto às Forças Armadas que será distribuída em partes iguais entre as 3 forças de segurança nacional brasileira. Pela excelente campanha de propaganda divulgada em âmbito nacional, sua marca mundial sem custos à empresa. Ass. NESTLÉ DO BRASIL

Tem circulado nas redes sociais postagens com a informação falsa de que a Nestlé teria doado 8 mil caixas de leite condensado para as Forças Armadas. Em nota enviada ao Aos Fatos por e-mail, a empresa de alimentos disse que o anúncio é falso.

O Aos Fatos também verificou que não havia nenhuma notícia sobre uma possível doação anunciada nos canais de comunicação da empresa, como o site oficial e as contas oficiais no Facebook, Instagram e Linkedin. A última ação social realizada pela empresa ocorreu no dia 22 de janeiro - uma doação em dinheiro para manter em operação uma usina de produção de oxigênio no Amazonas por causa do colapso da pandemia de Covid-19.

Por fim, também não há referências à suposta doação nos sites da Aeronáutica, Exército e Marinha.

Origem. Postagens enganosas sobre leite condensado começaram a circular após a publicação de um reportagem do portal Metrópoles sobre gastos com alimentação realizados pelo governo federal em 2020. As compras de leite condensado somavam R$ 15,6 milhões, sendo que a maior parte dos gastos, R$ 14,2 milhões, eram do Ministério da Defesa.

A peça enganosa sobre a doação também foi checada por Boatos.org e E-Farsas.

Referências:

1. Nestlé (Fontes 1, 2, 3, 4 e 5)
2. Site da Aeronáutica
3. Site do Exército
4. Site da Marinha
5. Metrópoles
6. Boatos.org
7. E-Farsas

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.