Não foi escrito por Mourão texto que diz que Bolsonaro é a ‘única opção’ dos brasileiros

Por Luiz Fernando Menezes

28 de janeiro de 2021, 14h43

O vice-presidente da República, Antônio Hamilton Mourão (PRTB), não é o autor de um texto que vem circulando nas redes sociais (veja aqui) que exalta o presidente Jair Bolsonaro e diz que ele é a "única opção" para os brasileiros. A mensagem, na verdade, foi escrita por uma médica do Rio Grande do Sul. Ela confirmou a autoria ao Aos Fatos.

O texto com a falsa atribuição acumulava ao menos 9.000 compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quinta-feira (28) e foi marcado com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (veja como funciona). A peça também circula no WhatsApp, onde foi enviada ao Aos Fatos como sugestão de checagem por leitores (inscreva-se aqui).


Antônio Hamilton Martins Mourão VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL:Não vi nosso presidente proibir nem obrigar ninguém a se vacinar... Mas vi uma suprema corte decidir que quem não se vacinar perderá direitos… Não vi os laboratórios solicitarem aprovação do órgão técnico (ANVISA) para poderem comercializarem suas vacinas aqui... Mas os vi solicitarem que os governos assinem um termo que os isentem de responsabilidades se surgirem efeitos colaterais graves/desconhecidos (...) Entendam de uma vez por todas que Bolsonaro não é a melhor opção... Ele é a ÚNICA opção!!!

Circula nas redes sociais um texto atribuído ao vice-presidente Antônio Hamilton Mourão sobre Bolsonaro ser a única opção dos brasileiros. A mensagem defende o presidente e joga a culpa pelo impacto da pandemia em ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), governadores, prefeitos e laboratórios farmacêuticos. O texto, no entanto, não foi escrito nem veiculado nas redes por Mourão, mas por uma médica do Rio Grande do Sul.

O texto tem sido publicado por páginas bolsonaristas desde o dia 16 de janeiro com a autoria da ginecologista Ana Cristina Sanmartin Ribeiro, de São Gabriel (RS). Aos Fatos entrou em contato com a médica, que confirmou ter escrito a mensagem.

Em nota enviada ao Aos Fatos, a assessoria do vice-presidente negou que o general seja autor do texto. Além disso, Mourão também não compartilhou o texto em nenhuma das suas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram).

Essa é a segunda vez que Aos Fatos checa um texto falsamente atribuído ao vice-presidente. Em dezembro de 2019, uma mensagem intitulada “Agradecimento aos insetos”, que criticava políticos de esquerda, também circulou com o nome de Mourão.

Referências:

1. Facebook (Vice-presidente Antonio Hamilton Martins Mourão)
2. Twitter (@GeneralMourao)
3. Instagram (vprhamiltonmourao)
4. Aos Fatos


Esta checagem foi atualizada às 14h55 do dia 28 de janeiro de 2021 para acrescentar a nota enviada pela assessoria do vice-presidente.

De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Leia também

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.