Não é verdade que vacina cura Covid-19 em três horas

Por Ana Rita Cunha

23 de março de 2020, 19h48


A foto de um teste rápido de detecção de Covid-19 tem circulado no Facebook e no Whatsapp como se a imagem mostrasse uma vacina que curaria a doença causada pelo novo coronavírus em três horas (veja aqui). No entanto, trata-se de um produto fabricado pela empresa sul-coreana Sugentech, como é possível ler na imagem, e não pela fictícia Roche Medical Company. Na foto também é legível o nome dos anticorpos cuja presença é testada: a IgM (imunoglobulina M) e a IgG (imunoglobulina G). Até o momento, não há vacinas contra o novo coronavírus.

A mesma imagem foi compartilhada nas redes sociais na Índia e em Portugal também fora de contexto e acompanhada do mesmo texto de desinformação

No Facebook, posts com essa desinformação já reúnem ao menos 2.000 compartilhamentos e foram marcados com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona). O conteúdo enganoso também se espalhou pelo WhatsApp, tendo sido enviado por leitores como sugestão de checagem (inscreva-se).


FALSO

Boas notícias! Vacina contra o vírus Carona pronta. Capaz de curar o paciente dentro de 3 horas após a injeção. Tiremos o chapéu para os cientistas dos EUA. No momento, Trump anunciou que a Roche Medical Company lançará a vacina no próximo domingo e milhões de doses estão prontas!

Não é verdade que foi descoberta uma vacina contra o coronavírus que cura o paciente em três horas, como afirmam publicações que circulam nas redes. A foto que acompanha o texto é, na verdade, de um teste rápido para detecção da Covid-19 produzido pela empresa farmacêutica sul-coreana Sugentech. No site oficial da companhia, consta a imagem do produto, o SGTi-flex. Ainda não há vacinas aprovadas contra o novo coronavírus.

Na imagem que acompanha a peça de desinformação é legível o nome de dois anticorpos: a IgM (imunoglobulina M) e a IgG (imunoglobulina G). Ambos são produzidos por pacientes com o novo coronavírus. A "Roche Medical Company", identificada como criadora da suposta vacina, também não existe. Farmacêutica com nome semelhante, a suíça Roche Holding Ag anunciou testes experimentais de um medicamento para artrite reumatoide para tratar a Covid-19, mas não fez nenhum pronunciamento oficial sobre pesquisas de vacinas contra a infecção.

Também é falso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenha anunciado uma data de lançamento para a vacina, como afirma o texto da peça de desinformação. No seu mais recente pronunciamento sobre o assunto, em 18 de março, Trump informou apenas que houve “um grande progresso” nas pesquisas para encontrar a vacina contra o novo coronavírus.

Vários países estão fazendo pesquisas para encontrar uma vacina para a Covid-19, mas especialistas avaliam que deve demorar entre 12 meses a 18 meses para que o produto esteja disponível nos sistemas de saúde. Até o momento, pesquisadores dos Estados Unidos e da China já iniciaram testes em humanos, mas não há prazo para a produção nem para a distribuição à população.

A mesma imagem, também fora de contexto e acompanhada de texto similar, foi compartilhada nas redes sociais na Índia e em Portugal.

Referências:

1. India Today

2. Polígrafo

3. Sugentech

4. Roche

5. New York Times

6. The Guardian

7. Time

8. Reuters

9. Sky TV


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.