Não é verdade que manifestantes ficaram nus em protesto contra Bolsonaro

Compartilhe

Não houve manifestação com pessoas peladas na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Uma foto que viralizou no Facebook com a legenda “vejam como o pessoal do campus da UFMG tirou a manhã de hoje para protestar contra o Bolsonaro” foi, na verdade, tirada em Melbourne, na Austrália, há quase 17 anos.

A imagem com falsa atribuição foi originalmente verificado pelo Comprova — coalizão de 24 veículos de imprensa brasileiros para combater a desinformação nas redes sociais. Aos Fatos, que atesta as informações desta checagem, é parceiro institucional da iniciativa.

A imagem também foi denunciada por usuários do Facebook por meio da ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona). Aos Fatos marcou a publicação, compartilhada por um perfil pessoal, como FALSA.

Veja, abaixo, os detalhes.


FALSO

Alunos protestam sem roupa contra o candidato Bolsonaro

É FALSO que alunos da UFMG protestaram sem roupas contra a candidatura de Jair Bolsonaro. A foto em questão foi tirada na Austrália quase 17 anos atrás.

Para encontrar a foto original, basta utilizar uma ferramenta de busca reversa de imagem. No Google Imagens, por exemplo, o usuário pode carregar uma imagem ou pesquisar pelo link da foto. Os resultados mostram os sites em que aquela imagem aparece.

Ao buscar a foto que viralizou no Facebook, é fácil comprovar que a reunião de pessoas peladas ocorreu no dia 7 de outubro de 2001. Segundo informou o jornal australiano The Daily Telegraph, trata-se da sessão de fotos “Naked City” (Cidade Nua, em inglês) para o artista Spencer Tunick. Ele é conhecido por tirar fotografias de grandes aglomerações de corpos nus.

A UFMG também negou, por meio de nota, que a foto seja de uma manifestação em seu campus. A universidade comunicou que lamenta que “o espaço intermidiático da cultura em rede esteja sendo povoado de inverdades”. No dia 29 de setembro, quando milhares foram às ruas para as manifestações #elenão, um evento no Facebook convocava pessoas para uma concentração “pré-ato” na Faculdade de Direito e Ciências do Estado da UFMG. Fotos publicadas pelo Centro Acadêmico de Filosofia mostram que não houve protesto com pessoas nuas.

A foto enganosa foi compartilhada ao menos 53,9 mil vezes entre os dias 4 e 5 de outubro no Facebook.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas