É montagem vídeo em que Bonner diz para Haddad que Bolsonaro não era investigado

Por Priscila Pacheco

3 de fevereiro de 2022, 17h43

Não é verdade que o jornalista William Bonner mencionou o presidente Jair Bolsonaro (PL) como exemplo de político que não era investigado ao ser questionado no Jornal Nacional pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), como alegam nas redes (veja aqui). O vídeo que comprovaria esse fato é uma montagem produzida a partir de uma entrevista concedida pelo petista ao telejornal da Globo em setembro de 2018.

O vídeo manipulado reunia ao menos centenas de compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (3) e tem sido veiculado no Instagram, plataforma em que conta com ao menos 43.000 visualizações.


Selo falso

Qual a pessoa que hoje está na vida pública que não está investigada? Jair Bolsonaro, do PSL

Post traz montagem de vídeo com vozes de Bonner e Haddad

Foi editado o vídeo que circula nas postagens checadas em que, ao ser questionado por Fernando Haddad (PT) sobre qual político brasileiro que não é investigado, o jornalista William Bonner citou no Jornal Nacional o nome do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O trecho da fala de Haddad é real, mas o nome de Bolsonaro, na época candidato ao Planalto pelo PSL, não foi citado na gravação original.

A entrevista aconteceu em 14 de setembro de 2018. Aos 10 minutos e 40 segundos, após ser questionado sobre investigações envolvendo a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) no âmbito da Operação Lava Jato, Haddad cita que diversas pessoas são investigadas e questiona: “qual a pessoa que hoje está na vida pública que não está investigada?”.

Ao contrário do que acontece no vídeo editado, Bonner não interrompe a fala de Haddad naquele momento: o petista conclui a frase dizendo que a delação virou uma “indústria”. O nome de Bolsonaro não é citado na entrevista. Confira a transcrição do trecho:

Fernando Haddad: Eu discordo da sua afirmação de tentar envolver, por exemplo, a presidenta Dilma, pelo fato de que…

William Bonner: Ela é investigada, candidato

Haddad: Mas é natural. Qual é a pessoa que…

Renata Vasconcelos: E quanto aos demais citados?

Haddad: Qual a pessoa que hoje tá na vida pública que não está investigada? Hoje, hoje, a delação virou uma indústria, Bonner, que todo mundo, para diminuir 80% da pena fala o que quer sem apresentar provas. Você acha isso correto? Uma pessoa pega vinte anos de cadeia. Faz uma delação, não apresenta nenhuma prova. A pena cai para quatro anos e a pessoa vai para prisão domiciliar gozar do seu patrimônio intacto.

Bonner: Candidato…

Haddad: Enquanto trabalhadores da empresa tão demitidos.

Bonner: Vamos lá, candidato. Além de criticar as delações….

Aos Fatos não identificou de qual ocasião teria sido extraído o trecho do áudio em que Bonner cita o nome do presidente. Na campanha de 2018, a menção ao nome e ao então partido do candidato, o PSL, foi recorrente, como em 28 de agosto, quando Bolsonaro foi entrevistado no Jornal Nacional.

A montagem do vídeo circulou primeiro em 2018, quando foi checada pela Agência Pública, e voltou à tona nas redes em janeiro deste ano.

Referências:

1. Globoplay (Fontes 1 e 2)


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.