Jornal chileno El Mercurio não publicou charge em que Bolsonaro barra comunismo no Brasil

Compartilhe

Não é verdade que o jornal chileno El Mercurio tenha publicado uma charge que sugere que o presidente Jair Bolsonaro impediu a entrada do comunismo no Brasil, como alegam postagens nas redes sociais (veja aqui). O jornal informou que a imagem não foi veiculada em nenhuma de suas edições. A montagem é uma versão de um meme criado em 2013.

O conteúdo enganoso reuniu mais de 25 mil compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (6) e foi marcado como FALSO na ferramenta de checagem da rede social (entenda como funciona).


Um desenho que representa o comunismo batendo à porta do Chile após ter sido impedido pelo presidente Jair Bolsonaro de entrar no Brasil é falsamente atribuído nas redes sociais a uma charge veiculada pelo jornal chileno El Mercurio. O veículo informou ao Aos Fatos que a imagem nunca foi publicada em suas edições.

Aos Fatos, por meio de busca reversa, também não encontrou nenhum registro de que o jornal chileno tenha publicado a imagem em algum momento. A ilustração também não aparece nas pesquisas do site ou no Twitter do veículo quando se busca por “Bolsonaro”.

A peça é, na verdade, versão de um meme que aparece nas redes pelo menos desde 2013. O desenho original chegou a ser publicado pelo jornal Times of Israel naquele ano como uma crítica à política externa dos EUA, mas não há identificação de autoria.

Este conteúdo foi checado no ano passado pela Agência Lupa e pelo Boatos.org.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas