Jornal chileno El Mercurio não publicou charge em que Bolsonaro barra comunismo no Brasil

Por Luiz Fernando Menezes

6 de julho de 2021, 18h43

Não é verdade que o jornal chileno El Mercurio tenha publicado uma charge que sugere que o presidente Jair Bolsonaro impediu a entrada do comunismo no Brasil, como alegam postagens nas redes sociais (veja aqui). O jornal informou que a imagem não foi veiculada em nenhuma de suas edições. A montagem é uma versão de um meme criado em 2013.

O conteúdo enganoso reuniu mais de 25 mil compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (6) e foi marcado como FALSO na ferramenta de checagem da rede social (entenda como funciona).


Um desenho que representa o comunismo batendo à porta do Chile após ter sido impedido pelo presidente Jair Bolsonaro de entrar no Brasil é falsamente atribuído nas redes sociais a uma charge veiculada pelo jornal chileno El Mercurio. O veículo informou ao Aos Fatos que a imagem nunca foi publicada em suas edições.

Aos Fatos, por meio de busca reversa, também não encontrou nenhum registro de que o jornal chileno tenha publicado a imagem em algum momento. A ilustração também não aparece nas pesquisas do site ou no Twitter do veículo quando se busca por “Bolsonaro”.

A peça é, na verdade, versão de um meme que aparece nas redes pelo menos desde 2013. O desenho original chegou a ser publicado pelo jornal Times of Israel naquele ano como uma crítica à política externa dos EUA, mas não há identificação de autoria.

Este conteúdo foi checado no ano passado pela Agência Lupa e pelo Boatos.org.

Referências:

1. Google (Fontes 1 e 2)
2. Twitter
3. Know your meme
4. Times of Israel

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.