Homem que aparece próximo a Kirchner em foto não é brasileiro que tentou matá-la

Por Marco Faustino

6 de setembro de 2022, 18h39

O homem que aparece ao lado da vice-presidente da Argentina Cristina Kirchner em uma foto que circula nas redes sociais não é Fernando Sabag Montiel, que tentou matá-la, e sim um apoiador dela (veja aqui). A pessoa que aparece com um casaco preto e segura um celular é Ignacio Barbieri, militante kirchnerista que já confirmou ser ele na imagem, que foi registrada durante um encontro de organizações estudantis em 2016.

Postagens com a alegação enganosa somavam ao menos 600 mil visualizações no TikTok, 32 mil no Telegram, além de 8 mil compartilhamentos no Twitter e no Facebook nesta terça-feira (6).


Selo falso

Cristina Kirchner usou dos seus mais fiéis apoiadores para encenar uma tentativa de assassinato

Foto não mostra o autor do ataque contra Cristina Kirchner

O homem que tentou matar Cristina Kirchner, Fernando Sabag Montiel, não aparece segurando um celular em uma foto que tem sido difundida nas redes sociais, como afirmam postagens. Por meio de busca reversa, o Aos Fatos encontrou a imagem original, registrada durante um encontro estudantil na UTN (Universidade Tecnológica Nacional) da Argentina, em 2016. A pessoa confundida com Montiel é Ignacio Barbieri, membro do movimento político Peronismo Militante. Além de possuir características físicas diferentes, Barbieri desfez a confusão sobre sua imagem nas redes sociais.

“Há 12 horas não paro de receber mensagens dos trolls de Macri, Larreta, Grindetti e companhia que tentam convencer que o ato de ódio que todos vimos ao vivo é armado. E para isso espalham fotos minhas com Cristina do ano de 2016 (eu tinha 18 anos) em que dizem que eu sou 'o brasileiro' (...). Não tenho parentesco, tatuagens diferentes, alturas etc.”, afirmou Barbieri no domingo (4), no Facebook.

Diferentemente do autor do ataque, Barbieri não possui tatuagens nas mãos e no cotovelo esquerdo, tem sobrancelhas mais finas e arqueadas, olhos alongados e nariz menor do que Montiel. Esses elementos são considerados por peritos forenses no momento de identificar pessoas, como já explicado por Aos Fatos.

Acima, Ignacio Barbieri aparece sorrindo e com óculos escuros, sem tatuagens e com sobrancelhas mais finas. Abaixo, Fernando Montiel, com tatuagens e sobrancelhas mais grossas
Comparativo. Ignacio Barbieri (acima) tem sobrancelhas mais finas e as mãos sem tatuagens, ao contrário de Fernando Sabag Montiel (abaixo).

.Outras imagens de Barbieri próximo a Kirchner, no mesmo evento, têm sido publicadas por ele próprio no Facebook desde 2016, e também vem sendo atribuídas de maneira enganosa a Montiel, como verificado pela agência argentina Chequeado. Em uma delas, Barbieri faz um “V” com os dedos ao lado de Kirchner (veja abaixo).

Reprodução de postagem do Facebook em que Ignacio Barbieri faz um V com as mãos ao lado de Cristina Kirchner
Facebook. Postagem de Barbieri em seu perfil, ao lado de Cristina Kirchner, que também tem sido usada erroneamente.

Ataque. A vice-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, sofreu uma tentativa de assassinato na porta de sua casa, em Buenos Aires, na última quinta-feira. O autor do ataque, Fernando Montiel, é um brasileiro de 35 anos que tem antecedentes criminais, e se gabava de ser crítico ferrenho do atual governo argentino e da família Kirchner, segundo O Globo. A arma que ele portava não disparou. O atentado foi registrado por equipes de TV que filmavam as manifestações de apoio no local em razão de uma ação judicial que pede a prisão e cassação da vice-presidente.

Na sexta-feira (2), dia seguinte à tentativa de assassinato, Aos Fatos verificou ser falso que um usuário do Twitter chamado Fernando Andrés fosse o autor do ataque, e que o veículo de imprensa argentino C5N teria publicado uma notícia sobre o atentado horas antes de ele ter ocorrido.

Esta peça de desinformação também foi checada pela AFP Checamos e Estadão Verifica.

Referências:

1. CFK Argentina
2. Facebook (Fontes 1, 2, 3 e 4)
3. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)
4. Chequeado
5. O Globo
6. G1
7. Web Archive


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.