Homem que aparece em fotos com Lula não é irmão de Adélio Bispo

Por Luiz Fernando Menezes

7 de janeiro de 2020, 15h28


É falso que um homem que aparece abraçado a Lula em duas fotos seria irmão do agressor de Bolsonaro, Adélio Bispo. Na verdade, as imagens (veja aqui) mostram o médico ortopedista Marcos Heridijanio Moura Bezerra, candidato a deputado federal pelo PT derrotado nas últimas eleições. Além de não possuir nenhum sobrenome parecido, Heridijanio é de Pernambuco, enquanto toda família de Adélio vive em Minas Gerais.

Compartilhadas por perfis pessoais nas redes, publicações com as fotos do médico e o falso contexto acumulam mais de 30 mil compartilhamentos no Facebook. Todas as postagens foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da plataforma (entenda como funciona).


FALSO

Duas imagens que trazem um mesmo homem abraçado ao ex-presidente Lula vêm sendo compartilhadas nas redes sociais como se mostrassem o irmão de Adélio Bispo de Oliveira, responsável pelo atentado ao presidente Jair Bolsonaro. O homem, no entanto, não tem parentesco com o agressor.

Trata-se, na verdade, do médico ortopedista Marcos Heridijanio Moura Bezerra, candidato ao cargo de deputado federal pelo PT em Pernambuco e derrotado nas últimas eleições. As duas fotos utilizadas nas peças de desinformação foram publicadas no perfil do médico no Facebook.

Conforme já explicado por Aos Fatos em checagem anterior, Adélio Bispo possui quatro irmãos, todos residentes em Montes Claros (MG). Heridijanio, no entanto, reside no município de Petrolina (PE).

Segundo um dos documentos disponibilizados pelo TSE, o médico é filho Francisco Francelino Bezerra e Maria Carmeneide de Moura Bezerra. Os sobrenomes não coincidem com os de parentes de Adélio Bispo que foram divulgados pela imprensa: os irmãos Aldeir Ramos e Maria das Graças Oliveira. Os nomes dos pais do agressor não são conhecidos.

Na última terça-feira (7), Heridijanio respondeu uma das peças de desinformação compartilhadas no Facebook com um vídeo que desmente as publicações: "essa semana eu sofri um ataque covarde (...) numa foto que tenho eu, que sou acostumado a ir na militância de esquerda (...) dizendo que eu sou irmão do Adélio Bispo e que tá claro que tem uma relação com a tentativa de matarem o Bolsonaro".

Referências:

1. TSE (Fontes 1 e 2)
2. Aos Fatos
3. Folha de S.Paulo


Esta checagem foi atualizada às 13h47 do dia 8 de janeiro de 2020 para acrescentar o vídeo publicado por Heridijanio que desmente as peças de desinformação.