Frases de Míriam Leitão e Paul Krugman sobre economia brasileira são de 2014, não atuais

Por Priscila Pacheco

15 de julho de 2021, 18h10

Uma imagem produzida pelo PT em 2014 que contrapõe frases da jornalista Míriam Leitão e do economista americano Paul Krugman sobre a economia brasileira circula agora em perfis bolsonaristas como se as declarações fossem atuais (veja aqui). As falas são verídicas e destacam aspectos antagônicos: enquanto a da comentarista da Rede Globo ressalta erros na condução da política econômica, a de Krugman sustenta que o Brasil saiu bem da crise.

No Facebook, as publicações recentes que tiram o conteúdo do contexto original reuniam ao menos 5.372 nesta quinta-feira (15) e foram marcadas com o selo DISTORCIDO na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona).


Uma imagem produzida em 2014 pelo PT e que destaca frases daquela época da jornalista Míriam Leitão e do economista vencedor do Nobel Paul Krugman agora tem sido veiculada fora de contexto por perfis bolsonaristas nas redes, como se fosse atual.

A frase “o Brasil tem uma economia diversificada e complexa e está com vários problemas por erros de decisão, de gestão e de política econômica do governo” consta em artigo de Míriam Leitão de 12 de março de 2014 no jornal O Globo. No texto, ela comentava uma reunião do então ministro da Fazenda Guido Mantega com empresários e a tentativa do governo Dilma Rousseff (PT) de reduzir a insatisfação do setor com a política econômica.

Já a declaração de Paul Krugman foi dita em um evento realizado pela revista Carta Capital no dia 18 de março de 2014. Ao comentar sobre o Brasil no cenário global, o economista fez elogios: “o Brasil saiu da crise mundial muito bem e não se justificam preocupações com sua economia”, disse. Na ocasião, ele também ressaltou que uma possível desaceleração da China poderia afetar o Brasil diretamente.

No dia seguinte ao evento, o PT publicou lado a lado em uma imagem no Facebook as frases de Leitão e Krugman para sustentar a narrativa de que a jornalista tinha uma visão pessimista do país. Uma faixa com o endereço da página do partido ainda aparece no conteúdo que tem sido veiculado agora por bolsonaristas.

Esta peça de desinformação também foi checada pelo Estadão Verifica e pelo Boatos.org.

Referências:

1. O Globo
2. Carta Capital (Fontes 1 e 2)
3. Época Negócios
4. Infomoney
5. Perfil do PT no Facebook

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.