Fotos de Eduardo Paes com Sérgio Cabral no Carnaval de 2016 circulam como atuais

Compartilhe

Não são recentes as fotos em que o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), e o ex-governador Sérgio Cabral, que deixou a cadeia em dezembro de 2022 após seis anos preso, se cumprimentam com abraço e beijo no rosto durante um evento de rua, como tem sido disseminado nas redes. O encontro aconteceu em 2016, quando ambos posaram para fotos no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no segundo dia dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (23) e circulam também no Twitter e no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Cabral e Paes! Rio de Janeiro Carnaval de 2023! Pra quem quiser acreditar!

Posts difundem fotos tiradas de encontro entre Paes e Cabral em 2016 como se fossem do Carnaval 2023, o que é falso

Fotos que mostram um encontro entre o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o ex-governador Sérgio Cabral, na Marquês de Sapucaí, não são de 2023, como afirmam publicações nas redes sociais. Os registros foram feitos pela jornalista Idiana Tomazelli, do jornal O Estado de S. Paulo, no Carnaval de 2016, em fevereiro daquele ano.

Em 2023, Eduardo Paes participou de desfiles de escolas de samba e tirou fotos ao lado de políticos. Não há qualquer registro público, no entanto, que mostre um encontro entre Paes e Cabral nas festividades deste ano.

Em 2016, o ex-governador dançou ao lado de Paes durante o desfile da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro. Eles trocaram abraços e posaram para fotos. Meses depois, em novembro, Cabral foi preso preventivamente por suspeita de receber propina para a concessão de obras públicas, na esteira da Operação Lava Jato.

Cabral foi solto em dezembro de 2022 após o STF (Supremo Tribunal Federal) revogar o mandado de prisão preventiva contra ele. A defesa do ex-governador argumentou que o prazo da prisão era excessivo, o que foi acatado pelos ministros da Segunda Turma da corte. O ex-governador ficou em prisão domiciliar até fevereiro deste ano, por outros processos aos quais responde. Desde então, novas medidas foram estabelecidas, como o uso de tornozeleira eletrônica.

Condenações. Sérgio Cabral foi condenado em 23 processos, cujas penas somam mais de 400 anos de reclusão. Até hoje, no entanto, não houve sentença definitiva contra o político.

Referências

  1. O Estado de S. Paulo (1 e 2)
  2. Twitter
  3. Extra
  4. G1 (1 e 2)
  5. Conjur
  6. CNN Brasil

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral