Foto mostra dinheiro apreendido no RJ em 2020, não no PA antes da eleição

Por Priscila Pacheco

30 de outubro de 2022, 14h39

Não foi registrada no Pará nem está relacionada a uma suposta compra de votos para o candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, uma foto que mostra dezenas de maços de dinheiro apreendidos pela PF (Polícia Federal). A imagem foi registrada em agosto de 2020 após uma operação no Rio de Janeiro contra fraudes nos Correios. A corporação afirmou que não realizou qualquer operação relacionada a compra de votos para Lula.

As postagens com a alegação falsa têm sido disseminadas no Facebook e no WhatsApp neste domingo (30) (fale com a Fátima).


Selo falso

Montagem engana ao afirmar que houve apreensão de dinheiro no Pará sobre compra de votos a favor de Lula

Uma imagem que mostra maços de dinheiro apreendidos pela PF circula com a alegação falsa de que eram valores destinados à compra de votos para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Pará, ordenada pelo governador do estado, Helder Barbalho (MDB). A corporação negou a veracidade da postagem que circula nas redes.

A foto usada nas publicações mostra, na realidade, R$ 3,5 milhões apreendidos em operação contra fraudes nos Correios, em 4 de agosto de 2020, no Rio de Janeiro. Naquele dia, foi realizada a segunda fase da Operação Postal II, com mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP), Praia Grande (SP), São Vicente (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

As peças desinformativas simulam uma reportagem do Diário do Pará, jornal que pertence à família de Barbalho, que não publicou notícia semelhante.

Referências:

1. G1
2. Correio Braziliense
3. Diário do Pará (Fontes 1, 2 e 3)


Neste fim de semana, o Aos Fatos se uniu às iniciativas de checagem AFP Checamos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Fato ou Fake e Lupa para verificar em conjunto a desinformação sobre as eleições.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.