Foto de prisão no Ceará é usada em montagem contra candidato no Amazonas

Por Priscila Pacheco

28 de novembro de 2020, 18h37

Trata-se de uma montagem a foto que tem circulado nas redes sociais (veja aqui) para dizer que um cabo eleitoral de David Almeida (Avante), candidato à Prefeitura de Manaus (AM), teria sido preso em flagrante com dinheiro para compra de votos. Na verdade, o caso ocorreu em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza (CE), na manhã deste sábado, e quem foi preso foi Miguel Carolino de Amorim, irmão do prefeito Naumi Amorim (PSD), candidato à reeleição no município.

Miguel usava uma camiseta com número de Naumi na eleição e escondia dinheiro na cueca. Já a montagem mostra o número da campanha de David Almeida, que é de outro partido.

A peça de desinformação contava com centenas de compartilhamentos na noite deste sábado (28) e foi marcada com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona).


FALSO

Polícia Civil PC - AM acaba de realizar a prisão em flagrante de cabos eleitorais do candidato David Almeida com uma quantia de 46 mil reais fazendo compra de votos no bairro Jorge Teixeira.

Tem circulado nas redes sociais uma foto com a acusação de que um cabo eleitoral de David Almeida (Avante), candidato que disputa à Prefeitura de Manaus (AM) contra Amazonino Mendes (Podemos), foi preso com dinheiro para comprar votos. Na verdade, a prisão ocorreu em Caucaia, cidade da região metropolitana de Fortaleza (CE), e não tem relação com apoiadores de Almeida.

Miguel Carolino de Amorim, irmão do prefeito Naumi Amorim (PSD), candidato à reeleição em Caucaia, foi preso com Assis Medeiros, secretário de Patrimônio, Carlinhos Gomes, vice-presidente da Autarquia Municipal, e Antônio Uedson da Silva, subprocurador do município. Com o grupo, a polícia apreendeu cerca de R$ 1 milhão, um computador e um caderno com nomes de diversas pessoas.

Miguel escondia dinheiro na cueca quando foi pego pela polícia e usava uma camiseta com o número do PSD, partido de Naumi. A peça de desinformação mostra o número da camiseta alterado para o da sigla de David Almeida em Manaus, o Avante.

Ao G1, a coordenação de campanha de Naumi disse aguardar "o resultado dos procedimentos adotados pelas autoridades competentes e que mantém-se absolutamente tranquila e disposta a colaborar com as investigações".

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.