🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Foto de estrada na Polônia é difundida como se fosse de obra da gestão Bolsonaro

Por Luiz Fernando Menezes

16 de março de 2021, 14h15

Uma foto de uma via expressa na Polônia que está disponível na internet desde 2007 tem sido compartilhada nas redes sociais como se mostrasse o resultado de uma obra do governo de Jair Bolsonaro (veja aqui). As publicações enganosas difundem a imagem juntamente com outra de um trecho não pavimentado da BR-316, no Maranhão, para comparar o desempenho dos governos petistas com o atual.

As peças de desinformação acumulam ao menos 46 mil compartilhamentos no Facebook, onde foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


Publicações que têm viralizado nas redes sociais usam uma foto de uma estrada pavimentada na Polônia para elogiar as obras de infraestrutura do governo Bolsonaro. Conforme o Aos Fatos verificou por meio de busca reversa, a mesma imagem (veja abaixo) está presente em artigos da Wikipedia desde 2007 e é identificada como uma via expressa de Bielsko-Biala, cidade polonesa.

As peças de desinformação compartilham a foto junto a outra (veja abaixo) de uma estrada esburacada que é identificada como fruto de “16 anos de PT”. O Aos Fatos identificou a mesma imagem em um vídeo sobre as condições da BR-316, no Maranhão, veiculado na TV Mirante em abril de 2019, cerca de três anos depois do término do último governo petista.

Em e-mail enviado ao Aos Fatos, o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) afirmou que os problemas apresentados na reportagem foram solucionados ainda em 2019 e que a BR-316 se encontra totalmente pavimentada.

Comparações de imagens de rodovias que tentam inflar as obras de infraestrutura do governo de Jair Bolsonaro são comuns nas redes sociais. Em 2020, por exemplo, Aos Fatos desmentiu publicações que atribuíam à gestão atual uma estrada de Mato Grosso pavimentada em 2017 e outra via estadual inaugurada por Geraldo Alckmin (PSDB) em 2013.

Referências:

1. TinEye
2. Wikimedia Commons
3. G1 (1 e 2)
4. Aos Fatos (1 e 2)

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.