🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Dezembro de 2022. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

Homem que aparece em vídeo com ministros do STF não é José Dirceu

Por Bruna Leite

7 de dezembro de 2022, 18h12

Um vídeo que circula nas redes fora de contexto não mostra o ex-ministro petista José Dirceu ao lado dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski em um “encontro amigável”, como afirmam postagens. A corte informou que a pessoa nas imagens é Luiz Fernando Furlan, executivo do Grupo Lide, empresa que promoveu o evento Brazil Conference New York em 14 e 15 de novembro deste ano, no qual os ministros estiveram presentes.

Até esta quarta-feira (7), a publicação com o conteúdo enganoso acumulava 1,98 milhão visualizações e mais de 45 mil compartilhamentos no Facebook, além de também circularem no Instagram com 17 mil visualizações e centenas de compartilhamentos no Kwai.


Selo falso

Dois ministros do STF em encontro íntimo e casual com Zé Dirceu, condenado por corrupção pela justiça do Brasil há mais de 30 anos de prisão.

Reprodução de postagem desinformativa que mente ao dizer que ministros do STF se encontraram com José Dirceu.

Postagens nas redes sociais enganam ao afirmar que um vídeo mostra o ex-ministro José Dirceu cumprimentando os ministros do STF Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski. Em nota, o STF informou que o vídeo mostra Luiz Fernando Furlan, executivo do Grupo Lide e ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (2003–2007) no governo Lula (PT).

As imagens foram gravadas durante a passagem dos ministros por Nova York, em novembro deste ano, quando participaram do evento Lide Brazil Conference. José Dirceu não estava no evento.

Condenado a 30 anos de prisão por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e organização criminosa, o petista chegou a ser preso em maio de 2018, mas foi solto um mês depois. Neste momento, Dirceu aguarda em liberdade o julgamento do caso em instâncias superiores.

Referências:

1. Cebri
2. Grupo Lide
3. G1
4. Veja (1 e 2)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.