É falso que TSE não contabilizou votos de São Pedro da Aldeia e isso indicaria fraude

Compartilhe

Uma eleitora engana ao sugerir que seu voto não teria sido computado, pois a seção eleitoral na qual compareceu, em São Pedro da Aldeia (RJ), não aparece no site de resultados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). De acordo com o tribunal, a seção 88 da zona 59 da cidade fluminense, citada pela eleitora, foi agregada à seção 87, o que fez com que todos os votos fossem somados e divulgados em um único boletim de urna, atribuído à seção 87.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 40 mil compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (8).


Selo falso

Posts difundem vídeo em que eleitora alega que sua seção eleitoral sumiu e sugere que os votos não teriam sido contabilizados, o que é falso

Uma eleitora gravou um vídeo para dizer que a seção 88 da 59ª zona eleitoral de São Pedro da Aldeia, onde ela votou, não aparece no site do TSE, e sugere que esse seria um indício que seu voto não foi contabilizado — o que é falso.

O local de votação citado foi agregado à seção 87. Isso significa que os eleitores das duas seções votaram na mesma urna e, dessa forma, os votos foram totalizados juntos. A soma deles aparece no boletim de urna da seção 87.

Em checagem anterior, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro explicou que quando uma seção é agregada a outra, passa a funcionar como uma única seção, chamada seção efetiva (no caso a 87). Portanto, no sistema do TSE constam somente estas seções efetivas, que incorporaram as demais, passando a funcionar como uma única seção. Isso não significa que os votos dos eleitores das seções agregadas não foram computados.

O boletim de urna não discrimina os votos das duas seções, já que elas foram mescladas. No segundo turno, foram totalizados 219 votos para Jair Bolsonaro (PL) e 58 votos para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na seção 87 da zona 59. Bolsonaro teve 56,53% dos votos válidos no segundo turno no Rio de Janeiro, ante 43,47% de Lula, que foi eleito presidente da República em 30 de outubro com 50,90% dos votos válidos contra 49,10% de Jair Bolsonaro.

Referências

  1. TSE (1, 2 e 3)
  2. Aos Fatos

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores