🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Agosto de 2023. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

É falso que programa de TV holandês ofereceu brinquedos sexuais para crianças

Por Bianca Bortolon

9 de agosto de 2023, 18h36

Não é verdade que um programa de televisão holandês ofereceu brinquedos sexuais para crianças, como alegam publicações nas redes sociais. A filmagem difundida pelas peças desinformativas tira de contexto uma campanha contra exploração sexual infantil realizada pela ONG holandesa Free a Girl.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 16 mil curtidas no Instagram, centenas de compartilhamentos no Facebook e 245 mil visualizações no Twitter até a tarde desta quarta-feira (9).


Selo falso

Nosso mundo está doente! Programa de Televisão da Holanda ofereceu esses “brinquedos” para as crianças!

Print de postagem alegando que um programa de TV holandês teria oferecido brinquedos sexuais para crianças; na realidade, trata-se de uma filmagem fora de contexto de uma campanha contra exploração infantil feita pela ONG holandesa Free a Girl.

Publicações nas redes enganam ao alegar que um programa de TV holandês ofereceu brinquedos sexuais para crianças. Na realidade, as publicações enganosas tiram de contexto uma ação publicitária contra a exploração sexual infantil lançada em maio de 2017 pela ONG Free A Girl.

Intitulada “Sex Is Not A Child’s Play” (“sexo não é uma brincadeira infantil”), a campanha inicia mostrando meninas desempacotando caixas contendo brinquedos sexuais e especulando sobre o uso das peças, com ideias que vão desde um acessório para cabelos a um “golfinho voador”. Em seguida, o vídeo exibe a mensagem: “Imaginação inocente para estas garotas. Realidade horrível para outras”, junto à filmagem de uma criança sendo vendida para fins de exploração sexual.

A campanha foi lançada como parte da “semana contra a prostituição infantil”, entre 15 a 21 de maio de 2017, na Holanda, cujo objetivo era arrecadar fundos para combater a exploração sexual de meninas. O vídeo completo da ação está disponível no Vimeo.

Referências:
1. Daily Mail
2. Marie Claire Australia
3. Vimeo (Free A Girl)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.