Menino ucraniano mostrado em foto não atravessou sozinho fronteira com a Polônia

Por Luiz Fernando Menezes

4 de abril de 2022, 14h52

Publicações nas redes sociais enganam ao alegar que um menino que aparece chorando em imagens da Reuters atravessou sozinho a fronteira da Ucrânia com a Polônia (veja aqui). Tanto a agência de notícias como a guarda polonesa afirmaram que a criança estava com a família durante a travessia.

A publicação com o contexto enganoso conta com ao menos 25 mil compartilhamentos no Facebook até a tarde desta segunda-feira (4).


Selo distorcido

Menino ucraniano atravessa a fronteira sozinho.

Menino chora ao atravessar fronteira da Ucrânia

Não é verdade que um menino que aparece chorando em um registro da agência Reuters atravessou sozinho a fronteira da Ucrânia com a Polônia, como afirmam os posts checados.

A guarda de fronteira polonesa afirmou, por meio do Twitter, que o menino se chama Valerij e estava acompanhado da sua família quando fez a travessia para fugir da guerra.

A cena foi retirada de um vídeo feito pela agência de notícias Reuters, que confirmou, em nota enviada à agência AFP, que o garoto estava com sua família na ocasião.

O registro ilustra reportagens de veículos internacionais sobre o drama dos refugiados ucranianos.

É fato, no entanto, que ao menos 500 crianças desacompanhadas fugiram da guerra na Ucrânia, segundo publicou em 19 de março a Unicef (Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância).

Essa peça de desinformação também foi desmentida pela AFP Checamos.

Referências:

1. Twitter (@Straz_Graniczna)
2. AFP
3. El Periodico
4. Unicef


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.


Esta reportagem foi publicada de acordo com a metodologia anterior do Aos Fatos.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.