Lula não disse que irá colocar ‘caminhoneiros em seu devido lugar’

Por Bruna Leite

23 de novembro de 2022, 12h40

Não é verdade que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que irá “colocar os caminhoneiros em seu devido lugar” em janeiro de 2023 e que o G1 publicou reportagem com esse título. O site negou que tenha publicado a reportagem e Aos Fatos não encontrou indícios do texto. Também não há registros de que Lula tenha dito a frase. A falsa manchete é uma montagem sobre uma reprodução do site de 19 de novembro deste ano.

Até esta terça-feira (22), a postagem desinformativa acumulava 12 mil compartilhamentos no Facebook.


Selo falso

Lula diz em janeiro vou colocar caminhoneiros em seu devido lugar o brasil não pode parar!
Reprodução de postagem desinformativa que mente ao dizer que G1 publicou reportagem que afirma que Lula colocaria “caminhoneiros em seu lugar”, o que o presidente eleito nunca disse 

Uma imitação do G1 circula nas redes sociais com uma manchete falsa que atribui ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva a frase “em janeiro vou colocar os caminhoneiros em seu devido lugar, o Brasil não pode parar”. Em nota, o site negou que tenha feito a publicação. Em busca pelo texto no Google, o Aos Fatos não o encontrou, e também não há registros de que Lula tenha dado tal declaração.

As peças de desinformação usam uma reprodução de um vídeo veiculado no sábado (19) no Jornal Nacional, que noticia o retorno de Lula ao Brasil após viagens para a COP27 (27ª Conferência do Clima das Nações Unidas) em Sharm El-Sheikh, no Egito, e para Lisboa.

Comparação entre a imagem de Lula usada na peça desinformativa, à esquerda, e a reprodução real do site do G1, com a notícia do retorno do ex-presidente ao Brasil
Comparação. Peça desinformativa usa reprodução de reportagem real veiculada no sábado

Outro indício de manipulação está na estrutura do título da falsa reportagem. O texto que aparece na imagem é “Lula diz em janeiro vou colocar caminhoneiros em seu devido lugar brasil não pode parar”. A pontuação está incorreta, “Brasil” está com letra minúscula e a manchete encerra com ponto de exclamação, padrão que não é usado pelo G1 (confira abaixo).

Texto atribuído ao G1 com frase falsa de Lula tem erros de pontuação e na grafia do nome do país.

A última manifestação do presidente eleito sobre os atos golpistas que bloqueiam estradas do país contra o resultado eleitoral aconteceu em 10 de novembro. Em discurso no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), Lula pediu que os manifestantes voltem para casa e não usem violência contra quem pensa diferente. “Vamos respeitar quem não é igual a gente, quem não pensa como nós. A democracia é isso. É viver democraticamente na diversidade. Não peço para ninguém gostar de mim, só peço para pessoas respeitarem resultado eleitoral porque nós vencemos as eleições”, disse.

Referências:

1. Google (1 e 2)
2. Globo Play
3. G1
4. Extra

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.