Não é verdade que Lula discursou bêbado em evento e disse que faria pedido a ‘amigo do Hamas’

Compartilhe

Não é verdade que o presidente Lula (PT) discursou bêbado a jornalistas em Brasília e disse que pediria a um “amigo” do grupo extremista palestino Hamas que libertasse reféns israelenses. Os vídeos que circulam com a falsa alegação foram editados e tiveram a velocidade de reprodução reduzida. No registro original, o presidente afirma que não hesitaria em negociar com países aliados ao grupo.

Publicações que usam o vídeo editado acumulavam 120 mil visualizações no Kwai e centenas de compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quarta-feira (12). As peças de desinformação circulam também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Presidente desmoralizado. Totalmente embriagado

Vídeo editado com fala desacelerada de Lula circula nas redes para alegar que o presidente conversou bêbado com jornalistas

O registro de um café da manhã de Lula com jornalistas em Brasília foi editado por publicações nas redes para alegar que o presidente teria comparecido bêbado ao evento. O trecho usado pelas peças de desinformação foi recortado e desacelerado para fazer crer que o petista estava embriagado e teria dito que pediria a um “amigo do Hamas” para libertar os reféns israelenses em poder do grupo.

No registro original, é possível notar que não há alterações na fala de Lula que indiquem que ele estaria embriagado. O presidente também não diz que pediria a um amigo do Hamas que libertasse os reféns, e sim que não hesitaria em dialogar com países aliados ao grupo extremista para negociar a libertação dos prisioneiros.

Confira abaixo a transcrição completa da fala:

Nós não deixaremos nenhum brasileiro ficar em Israel ou na Faixa de Gaza, nós vamos tentar buscar todos, porque esse é o papel do governo brasileiro. E já conversei, se eu tiver informação: ‘Olha, Lula, tem o presidente de tal país que é amigo do Hamas’. É pra esse que eu vou ligar: ‘Ô, cara, fala para o Hamas libertar os reféns, porra. Fala para o cara libertar os reféns. Para que ficar com inocente lá detido?

Em algumas versões compartilhadas pelas peças de desinformação também foi inserido um áudio de um protesto em que são entoadas as palavras de ordem “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. Não há registro de qualquer manifestação semelhante na transmissão original.

Leia mais
Nas Redes Posts usam vídeo desacelerado para alegar que Lula assediou mulher e estava bêbado

Falta de acesso. Ao procurar pelo registro original do evento, Aos Fatos constatou que ele não estava disponível nas redes do governo. Questionada sobre o material, a Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República) enviou links para trechos da conversa disponíveis no site oficial da Agência Gov; não estava entre eles, no entanto, o trecho usado pelas peças de desinformação. Em alguns casos, inclusive, os arquivos de vídeo apareciam repetidos, o que foi corrigido após alerta da reportagem.

Procurado mais uma vez, o governo enviou então uma cópia da transmissão por meio do departamento de Mídia Nacional. No arquivo, consta a íntegra do evento.

Compartilhe

Leia também

Federal Police investigation uncovers illegal operation targeting Aos Fatos

Federal Police investigation uncovers illegal operation targeting Aos Fatos

falsoDiscurso sobre ‘califado conquistar Paris’ é de 2020 e não tem relação com eleições francesas

Discurso sobre ‘califado conquistar Paris’ é de 2020 e não tem relação com eleições francesas

falsoDeputado do PT não disse que governo está sem dinheiro

Deputado do PT não disse que governo está sem dinheiro