É falso que lojas em Goiânia foram fechadas no governo Lula

Compartilhe

Um vídeo que viralizou nas redes e mostra lojas disponíveis para aluguel no Setor Campinas, em Goiânia, engana ao afirmar que os imóveis foram desocupados durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Imobiliárias disseram ao Aos Fatos que os imóveis estão disponíveis para aluguel desde pelo menos junho de 2021. Fotos do Google Maps registradas em 2019 mostram alguns dos imóveis com placas de “aluga” já naquele ano.

O vídeo com a falsa alegação acumulava mais de 7.500 compartilhamentos no Facebook e 100 mil visualizações no Kwai até a tarde desta quinta-feira (9).


Selo falso

No governo Bolsonaro aqui tudo era loja, olha pra você ver. Tudo pra alugar, ó. E é Campinas. Olha aí pra você ver. Observe: você vê o tanto de loja fechada (...) Agora é fazer o L né? Quem votou? Quem votou aí no larápio, é só fazer o L.

Print do vídeo que mente ao dizer que lojas em Goiânia fecharam com o governo Lula

Um vídeo que mostra diversas lojas fechadas com placas de “aluga” tem circulado nas redes para acusar o governo Lula de ser responsável por uma crise no comércio do Setor Campinas, bairro de Goiânia. Segundo o autor da gravação, as lojas mostradas estavam abertas durante o governo de Jair Bolsonaro (PL) e foram desocupadas na atual gestão federal, que começou há 40 dias. As alegações, no entanto, são mentirosas.

A peça de desinformação mostra lojas localizadas na avenida Minas Gerais, entre os números 710 e 750. Durante a gravação, o autor mostra imóveis que estariam disponíveis para aluguel em três imobiliárias da cidade — Xangai Imóveis, Marco Imobiliária e Cavin Invest.

  • Em nota enviada ao Aos Fatos, a Xangai Imóveis afirmou que as três lojas (veja aqui, aqui e aqui) que aparecem no vídeo estão desocupadas ao menos desde junho de 2020. “Naquele pedaço ali tem muitas lojas vazias. A oferta de aluguel lá está bem maior do que a procura”, afirmou a imobiliária via mensagem;
  • A Marco Imobiliária não soube informar a data exata da desocupação do imóvel administrado que aparece nas imagens, mas confirmou, via telefone, que a loja não ficou disponível para aluguel neste ano. O anúncio do imóvel em questão está nas redes ao menos desde junho de 2021. De acordo com a Marco Imobiliária, o comércio na região foi afetado pela pandemia da Covid-19;
  • Contatada, a Cavin Invest não respondeu.

As imagens arquivadas pelo Google Maps também ajudam a desmentir as alegações feitas pelo autor do vídeo. No último registro da plataforma, feito em abril de 2019, algumas das lojas mostradas na gravação já estavam disponíveis para aluguel desde aquele momento (veja abaixo).

Imagem mostra três lojas que já estavam fechadas em abril de 2019 no local da gravação
Aluga. Parte das lojas mostradas no vídeo já estavam fechadas e disponíveis para aluguel em abril de 2019, durante o governo Bolsonaro (Reprodução/Google Maps)

Referências

  1. Google Maps 1
  2. Xangai imóveis (1, 2 e 3)
  3. Wayback Machine

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral