🕐 ESTA REPORTAGEM FOI PUBLICADA EM Setembro de 2023. INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE TEXTO PODEM ESTAR DESATUALIZADAS OU TEREM MUDADO.

Janja não vai assumir Presidência enquanto Lula estiver em recuperação de cirurgia

Por Luiz Fernando Menezes

22 de setembro de 2023, 14h43

Não é verdade que a primeira-dama, Rosângela da Silva, assumirá o comando do Executivo enquanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estiver se recuperando de uma cirurgia que deve ocorrer no fim do mês. Além de a assessoria do petista ter negado a alegação, a Constituição não prevê que o cargo e as atribuições do presidente possam ser assumidos por pessoas que não integram a linha sucessória, composta na seguinte ordem: vice-presidente, presidente da Câmara, presidente do Senado e presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

Publicações com a alegação enganosa acumulavam dezenas de milhares de visualizações no TikTok e ao menos 2.000 compartilhamentos no Facebook. O conteúdo circula também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

E eu vou te dizer agora, o seu presidente, aquele que você votou que tá no governo, Luiz Inácio Lula da Silva, vai fazer uma cirurgia nos quadris no dia 29 agora. Gravou o dia, dia 29? Então tá bom. Ele vai ficar um tempo em recuperação, concorda? E sabe quem é que vai assumir no lugar dele? Quem é que vai despachar no lugar dele? Janja Lula da Silva.

Em primeiro plano na imagem, homem diz que Janja — cuja foto aparece ao fundo — irá despachar no lugar de Lula enquanto presidente estiver em recuperação de cirurgia

Publicações nas redes enganam ao afirmar que Janja irá assumir o cargo e as atribuições de Lula enquanto o petista estiver se recuperando de uma cirurgia no quadril marcada para o dia 29 de setembro. De acordo com a assessoria de imprensa do presidente, Lula irá despachar do Palácio do Alvorada e, caso seja necessário, será substituído pelo vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB).

Vale lembrar que a Constituição prevê que, em caso de doença ou viagem, quem assume a Presidência é o vice. Também compõem a linha sucessória presidente da Câmara dos Deputados, presidente do Senado e presidente do STF. A primeira-dama, portanto, não pode assumir as responsabilidades do chefe do Executivo federal.

Leia mais
BIPE WhatsApp concentra ondas de ataques misóginos a mulheres na política

As publicações com a alegação mentirosa são, na verdade, fruto de uma série de distorções:

  • No dia 15 de setembro, a colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo publicou um texto sobre a previsão de rotina do presidente após a cirurgia. De acordo com ela, Lula terá que usar um andador e despachará do Palácio da Alvorada;
  • Bergamo diz, ainda, que alguns integrantes do governo estariam “temerosos de que a agenda de Lula, já lotada, fique ainda mais restrita, em especial para ministros e auxiliares que não gozam da total simpatia da primeira-dama”;
  • Um dia depois, a Revista Oeste publicou um texto que remete à coluna, com o título “Lula deve usar andador depois de cirurgia; Janja assume agenda presidencial”;
  • Usuários nas redes passaram então, a compartilhar o título da Revista Oeste junto da interpretação enganosa de que Janja iria assumir o cargo de presidente.

Contatada pelo Aos Fatos, a assessoria de imprensa do presidente afirmou que a organização da agenda de Lula “continuará sendo atribuição do gabinete presidencial”.

Referências:

1. G1
2. Planalto
3. Senado
4. Folha de S.Paulo

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.