É falso que Giorgia Meloni se recusou a abraçar Lula no G7

Compartilhe

Não é verdade que a primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, recusou-se a abraçar o presidente Lula (PT) durante um encontro do G7 ocorrido na Itália na última sexta-feira (14). As peças de desinformação recortam o registro original para deixar de fora o início da interação entre os políticos, que se cumprimentam com um abraço.

Publicações que usam o vídeo editado acumulavam 5.000 curtidas no Instagram, centenas de compartilhamentos no Facebook e milhares de visualizações no Kwai e TikTok até a tarde desta segunda-feira (17).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Primeira ministra da Itália, Giorgia Meloni, se recusa a abraçar o presidente comunista Lula.

Vídeo editado recorta parte da interação entre Giorgia Meloni e Lula para sugerir que premiê italiana teria se recusado a abraçar o presidente brasileiro

Para sugerir que o presidente Lula teria sido ignorado por outros líderes durante a reunião do G7, publicações têm compartilhado um vídeo em que a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, parece recusar um abraço do brasileiro. A gravação, no entanto, foi editada: no registro completo (veja abaixo), é possível ver que os dois se cumprimentaram com um abraço no início da interação.

O presidente foi convidado a participar da Cúpula do G7, que aconteceu na Itália entre os dias 13 e 15 de junho. Durante o evento, Lula também realizou encontros bilaterais com outras lideranças, como o presidente francês Emmanuel Macron, o presidente indiano Narendra Modi e o Papa Francisco.

Peças desinformativas que tentam sugerir que o presidente brasileiro teria sido rejeitado por líderes de outros países durante eventos internacionais costumam viralizar nos dias posteriores às reuniões. Após o encontro do G20, em setembro do ano passado, por exemplo, circulou nas redes a alegação enganosa de que ninguém teria cumprimentado o brasileiro no momento em que a foto oficial foi registrada.

Compartilhe

Leia também

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Como a ‘Abin paralela’ alimentou desinformadores com mentiras e dossiês

Como a ‘Abin paralela’ alimentou desinformadores com mentiras e dossiês