É falso que diretor do Datafolha confessou plano para fraudar urnas

Por Marco Faustino

2 de junho de 2022, 17h20

Não é de Mauro Paulino, ex-diretor do Datafolha, a voz que narra um suposto plano para fraudar as eleições, como afirmam postagens (veja aqui). O áudio foi gravado pelo humorista Warley Alberto Clauhs, que interpreta um personagem chamado Dr. Avacalho Ellys. Embora o conteúdo seja satírico, o vídeo começou a circular como se fosse real e atribuído a Paulino, que deixou o Datafolha em março para atuar como comentarista na GloboNews.

Publicações com a alegação enganosa somavam centenas de compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (2) e circulam também no Instagram e no YouTube.


Selo falso

Em áudio vazado o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, confessa plano para fraudar as urnas

Postagens que atribuem voz de humorista a ex-diretor do Datafolha

Um áudio satírico sobre um suposto plano para fraudar as eleições e as pesquisas eleitorais está sendo compartilhado como verdadeiro e atribuído falsamente a Mauro Paulino, ex-diretor do Datafolha. Aos Fatos localizou a gravação original, publicada em formato de vídeo em abril no canal do humorista e imitador Warley Alberto Clauhs no YouTube. Paulino deixou o instituto de pesquisas em março.

No vídeo, Clauhs interpreta o personagem Dr. Avacalho Ellhys, que seria líder dos advogados do PT. Ele diz que as pesquisas eleitorais têm o papel de convencer a população de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está na frente e, dessa forma, desmobilizar questionamentos a uma eventual vitória dele na eleição presidencial.

Clauhs tem um canal no Kwai, no qual o personagem fictício também é apresentado, de forma satírica, como advogado das empresas fabricantes de vacinas contra a Covid-19 e de outros políticos brasileiros, como os ex-governadores João Doria (PSDB), de São Paulo, e Rui Costa (PT), da Bahia. Também conhecido como “Nana Arroba”, o comediante se candidatou a vereador em Açailândia (MA) em 2016, pelo PP, e na cidade de Rondon do Pará (PA) em 2020, pelo Republicanos. Nos dois pleitos se classificou para ocupar uma vaga de suplente.

Mauro Paulino, citado nas peças checadas, dirigiu o Datafolha até março deste ano, quando foi sucedido pela executiva Luciana Chong, atual diretora do instituto. Em abril, Paulino foi anunciado como comentarista da GloboNews.

Referências:

1. YouTube
2. Kwai
3. TSE (Fontes 1 e 2)
4. Folha de S.Paulo (Fontes 1 e 2)


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.