Não há indícios de que MST tem relação com munições apreendidas em carro no Maranhão

Compartilhe

Não é verdade que seja do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) um veículo carregado com munições que se envolveu em um acidente na BR-226, em Barra do Corda (MA), como alegam publicações nas redes sociais. A Polícia Rodoviária Federal afirmou que não trabalha com essa linha de informação e a Polícia Civil disse que, até o momento, não há indícios do envolvimento do movimento social no caso. O MST também negou qualquer participação.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 10.500 compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (24) e circulam também no Telegram e no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Veículo do MST envolvido em acidente carregando várias caixas de munição

Posts enganam ao difundir que veículo que carregava munições e que se envolveu em acidente no Maranhão é do MST

Publicações nas redes sociais difundem um vídeo que mostra um acidente no km 289 da BR-226, em Barra do Corda (MA), em 18 de maio de 2023, que envolveu uma caminhonete carregada com munições de diversos calibres, para alegar que o veículo pertenceria ao MST. A PRF e Polícia Civil do Maranhão, no entanto, descartaram a participação do movimento social no caso, o que também foi negado pelo MST.

Em nota, a Polícia Civil informou que até o presente momento das investigações não foram encontrados indícios de envolvimento do movimento social.

A PRF afirmou que em nenhum momento trabalhou com essa linha de investigação. “Por não ter sido encontrado o condutor da caminhonete que estava com munições, a ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil para continuidade do trabalho investigativo. Em nenhum momento a PRF atribuiu ou vinculou a ocorrência a qualquer grupo”, disse o órgão.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas