Posts tiram vídeo de contexto para mentir que Alckmin ‘admitiu’ fraude nas eleições de 2022

Compartilhe

Não é verdade que o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) admitiu ter havido fraude nas eleições presidenciais de 2022. Postagens desinformativas tiram de contexto um trecho da transmissão da primeira reunião ministerial do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ocorrida em janeiro, na qual Alckmin afirma que “o que podia e o que não podia ser feito, foi feito para ganhar a eleição”. Na realidade, a fala foi uma crítica direcionada ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Postagens com o conteúdo enganoso acumulavam 5.800 compartilhamentos no Facebook e centenas de curtidas no Instagram até a tarde desta terça-feira (8). O conteúdo também circula no WhatsApp, plataforma em que não é possível medir o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Após Alckmin entregar o jogo do roubo nessas últimas eleições, Lula manda desligar as câmeras AO VIVO (..) *Putz, que flagrante*

Print de postagem no Facebook com imagem de Geraldo Alckmin (PSB) ao lado do presidente Lula (PT) alegando que o vice-presidente teria admitido fraude no resultado das urnas eletrônicas nas eleições de 2022; na gravação original, Alckmin critica o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Uma fala de Geraldo Alckmin durante a primeira reunião ministerial do governo Lula, realizada no dia 6 de janeiro, circula nas redes fora de contexto para sugerir que o vice-presidente teria confessado haver fraude nas eleições de 2022. Na ocasião, no entanto, Alckmin se referia à conduta do ex-presidente Bolsonaro durante o pleito.

“Em quase 50 anos de vida pública, eu nunca tinha visto um uso e abuso da máquina pública como [o que] ocorreu nessa última eleição. O que podia e o que não podia ser feito, foi feito para ganhar a eleição. E a resiliência, o espírito correto, prevaleceu. O povo deu uma aula”, disse. A íntegra da transmissão está disponível no YouTube.

À época, a imprensa repercutiu a fala como uma crítica ao ex-presidente. Durante a reunião, Alckmin reforça o apoio a Lula. “Temos a gratidão ao povo brasileiro que deu uma aula de democracia e gratidão ao presidente Lula. Só ele ganharia essa eleição. Ninguém mais ganharia essa eleição, e gratidão a gente retribui com trabalho”, elogiou.

Câmeras desligadas. As peças desinformativas também alegam que, após a fala de Alckmin, o presidente Lula teria ordenado que as câmeras fossem desligadas e a transmissão ao vivo encerrada. No entanto, não há evidências de que isso tenha ocorrido.

O registro ao vivo de fato é encerrado após fala do vice-presidente. No entanto, conforme noticiado pela imprensa, a transmissão estava prevista para ser finalizada após os pronunciamentos de Lula e Alckmin, visto que o encontro com os ministros ocorreu a portas fechadas.

Esta peça de desinformação também foi desmentida pela Agência Lupa e pela Reuters Fact Check.

Compartilhe

Leia também

falsoImagem não prova que Trump foi baleado no peito em atentado

Imagem não prova que Trump foi baleado no peito em atentado

falsoÉ falso que X suspendeu perfil do ‘Globo’ após notícia sobre atentado contra Trump

É falso que X suspendeu perfil do ‘Globo’ após notícia sobre atentado contra Trump

Com demissões e sem ‘PL das Fake News’, 'big techs' aprofundam apagão de dados sobre moderação

Com demissões e sem ‘PL das Fake News’, 'big techs' aprofundam apagão de dados sobre moderação