Cena do desfile de 7 de Setembro é tirada de contexto para fazer crer que Lula debochou de general

Compartilhe

É falso que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) debochou e virou as costas a um general que lhe prestou continência durante o desfile de 7 de Setembro, como fazem crer publicações nas redes. As peças de desinformação compartilham o trecho final da cerimônia, em que o comandante militar do Planalto solicita autorização ao presidente para encerrar o evento. Após conceder a autorização fora do microfone, Lula, que acompanhou todo o desfile, se vira para cumprimentar os presentes.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam mais de 150 mil visualizações no TikTok até a tarde desta sexta-feira (8). A peça de desinformação também circula no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Que cena vergonhosa! General presta continência para Lula; logo após, Lula e sua turma riem e viram as costas para o militar

Publicação compartilha trecho final do desfile de 7 de Setembro acompanhado de legenda enganosa que diz: que cena vergonhosa! General presta continência para o Lula; logo após, Lula e sua turma riem e viram as costas para o militar

Um trecho do desfile cívico-militar de 7 de Setembro ocorrido em Brasília tem circulado fora de contexto nas redes para sugerir que Lula debochou de um general que lhe prestou continência. A cena compartilhada pelas peças de desinformação mostra os momentos finais do evento, quando o Comandante Militar do Planalto, general Ricardo Piai Carmona, pede autorização ao presidente para encerrar o desfile.

Na gravação original, é possível ver que Lula diz, fora do microfone, as palavras “Autorizado. Muito bem”. Enquanto o blindado se desloca, o presidente se volta para cumprimentar as autoridades e os convidados. Em nenhum momento das imagens, Lula — que acompanhou toda a solenidade ao lado da primeira-dama — vira as costas ao general Carmona (assista ao momento no YouTube, a partir de 3h5min23s).

O início da transmissão também mostra um diálogo protocolar semelhante entre o Comandante Militar do Planalto e o presidente, que concede a autorização para o início do evento.

Leia mais
Nas Redes Vídeo de militares indígenas no 7 de Setembro é distorcido para fazer crer que não são brasileiros
Explicamos Como funcionam as urnas eletrônicas e o que garante que os votos estão seguros nelas

Comparações e desinformação. Desde a última quinta-feira (7), usuários têm compartilhado uma série de publicações que debocham do público do desfile cívico-militar deste ano e o comparam com o de solenidades ocorridas durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). Algumas peças alegam, inclusive, que o fato de o evento deste ano não ter conseguido adesão similar ao do ano passado seria uma prova de que as eleições de 2022 foram fraudadas, o que não faz sentido.

Compartilhe

Leia também

falsoChina não homenageou Palestina em uniforme criado para a Olimpíada de Paris

China não homenageou Palestina em uniforme criado para a Olimpíada de Paris

falsoÉ montagem foto que mostra Kamala Harris ao lado de Jeffrey Epstein

É montagem foto que mostra Kamala Harris ao lado de Jeffrey Epstein

Brechas de plataformas permitem exploração de crianças, denunciam moderadores

Brechas de plataformas permitem exploração de crianças, denunciam moderadores