É montagem foto que mostra Lula preso pela Polícia Federal em 2018

Por Marco Faustino

7 de janeiro de 2022, 16h03

Uma foto que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) detido por dois policiais federais tem sido compartilhada por publicações que afirmam que a cena registrada em 2018 ficará marcada na história do Brasil (veja aqui). Apesar de o petista de fato ter sido preso naquele ano, a imagem que tem sido difundida é uma montagem feita com base em uma fotografia da prisão do ex-deputado federal Pedro Corrêa em 2015

Postagens que compartilham a imagem manipulada digitalmente somavam ao menos 1.100 compartilhamentos nesta sexta-feira (7) no Facebook.


Selo distorcido

É montagem uma foto que tem sido compartilhada nas redes sociais como se mostrasse a prisão do ex-presidente Lula em 2018. A fotografia original retrata o ex-deputado federal Pedro Corrêa levado por policiais federais e foi tirada pelo fotógrafo Geraldo Bubniak em 13 de abril de 2015.

Na ocasião, Corrêa, que cumpria pena em regime semiaberto após ser condenado no julgamento do mensalão, foi transferido para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), durante a 11ª fase da operação Lava Jato. O ex-deputado foi condenado em outubro daquele ano a 20 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro e atualmente cumpre pena em prisão domiciliar.

Já o ex-presidente Lula foi preso em 7 de abril de 2018, como afirmam as peças de desinformação, após ser condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. Ele foi solto em 8 de novembro de 2019, um dia após o STF (Supremo Tribunal Federal) reverter uma decisão de 2016 que permitia a prisão após condenação em segunda instância. Em abril de 2021, o Supremo anulou as condenações do ex-presidente.

Origem. Mesmo antes de Lula ser preso, a imagem editada já circulava. Ainda em 2015, a montagem foi checada pelo site E-farsas, que identificou que ela teria sido publicada inicialmente como uma sátira. O site de humor que fez a postagem, no entanto, não está mais no ar.

Referências:

1. G1 (Fontes 1, 2, 3, 4, 5 e 6)
2. Revista Veja
3. Aos Fatos
4. Gaucha ZH
5. UOL
6. E-farsas


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.