É falso que vídeo mostre que barragem tem risco de romper e alagar o Maranhão

Por Priscila Pacheco

5 de janeiro de 2022, 19h06

Não é verdade que vídeo compartilhado nas redes sociais (veja aqui) registre uma barragem no rio Tocantins com risco de romper e alagar o Maranhão. O vídeo é antigo e mostra as comportas da represa da hidrelétrica de Yacyretá, localizada no rio Paraná, entre o Paraguai e a Argentina.

As postagens enganosas contam com ao menos 5.395 compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (5).


Selo falso

Barragem do rio Tocantins corre o risco de romper e alagar o Maranhão

Não foi gravado no rio Tocantins um vídeo usado nas redes sociais para dizer que uma barragem corre o risco de romper e alagar o Maranhão. As cenas, na verdade, mostram as comportas da represa da usina hidrelétrica de Yacyretá, localizada no rio Paraná, entre o Paraguai e a Argentina. Em um vídeo institucional da EBY (Entidade Binacional de Yacyretá), é possível ver as estruturas metálicas laranja das comportas, iguais às presentes na peça desinformativa.

As imagens circulam no YouTube pelo menos desde abril de 2017. No início daquele mês, a hidrelétrica havia comunicado que a barragem era resistente às fortes chuvas e ventanias que ocorreram à época. Há registro de outras postagens desinformativas usando o mesmo vídeo – em 2019, ele foi atribuído à hidrelétrica de Itaipu, que desmentiu a informação em seu perfil oficial no Facebook.

A barragem do rio Tocantins que passa pelo Maranhão é a da usina hidrelétrica Estreito, que não tem estrutura similar à mostrada no vídeo das peças desinformativas. Não tem colunas cor laranja, mas cinza, por exemplo. Em 27 de dezembro do ano passado, o Consórcio Estreito Energia, responsável pela operação da usina, publicou um comunicado que diz que, em decorrência das chuvas na região, poderia haver um aumento da quantidade de água liberada, mas que operava em segurança.

Em mensagem ao Aos Fatos, o coronel Sandro Amorim, coordenador-adjunto da Defesa Civil do Maranhão, disse que as informações sobre rompimentos de represas no estado são falsas. O Corpo de Bombeiros do Tocantins, por meio da Defesa Civil estadual, informou que as imagens da peça de desinformação não foram gravadas no estado e afirmou que as barragens locais estão operando com segurança.

Enchentes. As intensas chuvas do início do ano têm elevado o nível do rio Tocantins (veja aqui e aqui), que passa por quatro estados, incluindo o Maranhão. Há registros de cidades alagadas, pontes destruídas e desabrigados, mas não há informação sobre perigo de rompimento de represa.

Referências:

1. EBY (Fontes 1 e 2)
2. Facebook Itaipu
3. ANA
4. Agência de Informação Paraguaia
5. UHE-Estreito (Fontes 1, 2 e 3)
6. G1
7. Metsul


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.