É falso que urnas de Cordeiro (RJ) tinham votos pré-registrados para Lula

Compartilhe

Não é verdade que urnas eletrônicas em Cordeiro (RJ) tenham votos computados para o ex-presidente e candidato do PT ao cargo, Luiz Inácio Lula da Silva, antes do início da eleição de 2022, como afirmam publicações nas redes (veja aqui). O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro afirma que o procedimento público de preparação das urnas transcorreu sem irregularidades em todos os 39 mil equipamentos de votação que serão utilizados no estado no dia 2 de outubro.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (28) e circulam também no TikTok, Telegram e WhatsApp, no qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

EM CORDEIRO(RJ).JÁ TEM 2 URNAS COM 300 E POUCOS VOTOS, MAS, ADIVINHA, A URNA JÁ VEIO RECHEADA COM 150 VOTOS DE LULA

Postagem com a alegação falsa de que urnas de Cordeiro (RJ) já tinham votos para Lula antes do início da eleição

Circula nas redes sociais a informação enganosa de que urnas eletrônicas chegaram à cidade de Cordeiro (RJ) “recheadas” de votos para o ex-presidente e candidato do PT ao cargo, Luiz Inácio Lula da Silva. Em nota, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro afirmou que não houve registro de irregularidades na preparação das máquinas de votação em todas as cidades do estado.

Em algumas das publicações checadas é difundido um áudio em que uma pessoa não identificada pelo Aos Fatos diz que teriam chegado ao Fórum de Cordeiro duas urnas fraudadas, e que em uma delas foram identificados 139 votos para o petista, entre os 327 eleitores aptos a votar naquela seção. Segundo o TRE-RJ, isso não procede, e o cartório da 52ª Zona Eleitoral, de Cordeiro (RJ), abriu uma NIP (Notícia de Irregularidade de Propaganda Eleitoral) para responsabilizar criminalmente o autor da desinformação.

Por telefone, o Aos Fatos entrou em contato com o cartório da cidade, que negou qualquer irregularidade. Já o TRE-RJ afirmou que o áudio não possui qualquer base factual.

A cerimônia de preparação das urnas é aberta ao público e a entidades fiscalizadoras, como partidos políticos e o Ministério Público. O procedimento consiste na instalação do sistema operacional dos equipamentos de votação e na inserção dos dados dos candidatos e dos eleitores na urna, através de uma mídia oficial do TRE. Antes de o primeiro eleitor votar, em 2 de outubro, o presidente da mesa emite um documento que mostra que não há votos registrados para nenhum dos candidatos que estão na disputa.


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Referências

  1. Fátima
  2. TRE (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

Vídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

falsoJanja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Janja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas