🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que registro da primeira pessoa a receber vacina da Pfizer foi feito em outubro

Por Luiz Fernando Menezes

11 de dezembro de 2020, 13h24

Não é verdade que foram feitas em outubro as imagens veiculadas nesta semana da primeira pessoa a receber a vacina da Pfizer contra Covid-19, como alegam posts nas redes sociais (veja aqui). O vídeo que aparece na reportagem da CNN citada pelas postagens, no entanto, não foi publicado junto com ela, há cerca de dois meses: trata-se de uma galeria inserida em várias matérias do site e que mostra os registros mais recentes sobre a pandemia, atualizados constantemente.

A peça de desinformação circulou inicialmente em língua inglesa e espanhola antes de vir para o Brasil. Aqui, tem sido disseminada principalmente no WhatsApp, onde foi sugerida por leitores do Aos Fatos como checagem (inscreva-se aqui). Ela também aparece em publicações no Facebook que acumulavam centenas de compartilhamentos até a tarde desta sexta-feira (11). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (veja como funciona).


FALSO

A primeira mulher a receber a vacina corona ontem (8 de dezembro de 2020) também foi filmada recebendo uma injeção em 22 de outubro de 2020. A mesma roupa, mesma enfermeira, mesma sala, mesma cadeira e mesmo ângulo de câmera.

Circula nas redes sociais uma mensagem que diz que o registro da primeira mulher no Reino Unido a receber a dose da imunização contra a Covid-19 produzida pela Pfizer já teria aparecido em uma reportagem publicada pela CNN em outubro. A mensagem traz até mesmo o link de uma reportagem da emissora americana para provar que a foto da idosa sendo vacinada seria antiga. A afirmação, no entanto, é FALSA.

Ao acessar a reportagem citada, intitulada “Resposta falha da Covid-19 nos Estados Unidos resultou entre 130.000 a 210.000 mortes evitáveis, revela relatório”, publicada no dia 22 de outubro, é possível verificar a confusão feita pelas postagens. As matérias da CNN têm sido acompanhadas de uma galeria de vídeos sobre a pandemia que é atualizada constantemente e, por isso, o registro da idosa sendo imunizada aparece entre os vídeos sugeridos mesmo em publicações mais antigas do site.

Isso, no entanto, não significa que as imagens da vacinação tenham sido gravadas em outubro. Na verdade, o vídeo foi publicado no dia 8 de dezembro, mesma data em que Margaret Keenan, a mulher de 90 anos que aparece na gravação, recebeu a primeira dose da vacina da Pfizer no mundo.

A mesma galeria pode ser encontrada em outras reportagens da CNN sobre a Covid-19, tanto em publicações recentes quanto nas mais antigas. A inserção de galerias de fotos ou vídeos com atualização automática é um recurso utilizado em sites de notícias (aqui, por exemplo) como forma de levar mais informações ao leitor sobre um determinado tema.

Por fim, o Aos Fatos realizou uma busca reversa em diversas imagens do momento em que Keenan é vacinada (aqui, aqui e aqui) e nenhuma delas foi publicada antes do dia 8 de dezembro.

A peça de desinformação circulou primeiro em língua inglesa e espanhola e foi desmentida pelas equipes do Politifact, da AAP e da Maldita. No Brasil, a AFP Checamos também publicou uma checagem sobre o assunto.

Referências:

1. CNN (Fontes 1, 2, 3 e 4)
2. BBC Brasil
3. G1
4. TinEye (Fontes 1, 2 e 3)

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.