É falso que quadro de Frank Schaeffer desapareceu do Planalto no governo Lula

Por Marco Faustino

27 de agosto de 2021, 18h26

Não é verdade que um quadro do pintor brasileiro Frank Schaeffer desapareceu do Palácio do Planalto durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e foi achado recentemente pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) na Itália, como afirmam postagens (veja aqui). A Secretaria-Geral da Presidência da República desmentiu que a única obra do artista presente em seu acervo, a pintura Máquina, tenha sumido e Aos Fatos não localizou registros de operações policiais para recuperar quadros de Schaeffer.

Postagens com as informações enganosas somavam ao menos 14.993 compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (27) e foram sinalizadas como FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (veja como funciona).


INTERPOL DESCOBRE QUADRO QUE DESAPARECEU DO PALÁCIO DO PLANALTO Um quadro avaliado em mais de 7 milhões de dólares do pintor Franky Schayffyr foi encontrado pela agência Internacional em uma das mansões do multimilionário italiano Gianluka Vachy; o quadro tinha desaparecido do acervo do Planalto no governo Lula.

Postagens nas redes enganam ao alegar que um quadro do pintor brasileiro Frank Schaeffer teria desaparecido do Palácio do Planalto durante o governo Lula (2003-2010) e encontrado recentemente pela Interpol na mansão de um milionário italiano. A Secretaria-Geral da Presidência da República informou, em nota, que a única pintura do artista que tem, denominada Máquina (veja abaixo), nunca desapareceu. A obra faz parte do acervo presidencial desde 1976 e está exposta no subsolo do Palácio do Planalto.


Aos Fatos não encontrou a origem das alegações falsas, embora tenha identificado que o conteúdo foi veiculado por um perfil pessoal no Facebook que costuma difundir desinformação.

No texto, o nome do pintor brasileiro foi grafado errado, como “Franky Schyffyr”. Já o suposto milionário é apresentado como Gianluka Vachy, provavelmente uma referência ao DJ italiano Gianluca Vacchi. Não há registros de que ele tenha sido alvo de operação da Interpol.

Também não foram localizadas ações da Interpol ou da PF (Polícia Federal) para recuperar de obras desaparecidas de Schaeffer. A Polícia Civil do Distrito Federal também negou ter conhecimento de operação desta natureza.

Esta peça de desinformação também foi checada pelo Boatos.org e Estadão Verifica.

Referências:

1. Instagram DJ Gianluca Vacchi
2. Interpol
3. Polícia Federal

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.